Governo russo paga por identificação de utilizadores do Tor

Ministério do Interior russo anunciou um contrato para investigação para obter informações sobre utilizadores do Tor e dos seus sistemas.

seguranca - PCWO Ministério do Interior russo está disposto a pagar cerca de 110 mil dólares por um método para identificar os utilizadores na rede Tor.

O software Tor esconde o tráfego da Internet, cifrando-o e passando-o através de diversos servidores aleatórios, a fim de evitar potenciais escutas na rede para identificar a origem e o destino do tráfego de dados. O software foi originalmente desenvolvido como um projecto do Naval Research Laboratory dos EUA, mas está agora a ser mantido por uma organização sem fins lucrativos, Tor Project.

A rede Tor é popular entre jornalistas, activistas políticos e utilizadores preocupados com a privacidade em geral, mas também tem sido usada por criminosos para se esconderem das autoridades.

A Scientific Production Association for Special-Purpose Equipment and Communications do Ministério do Interior russo está a oferecer um contrato para a investigação de métodos para obtenção de informações técnicas sobre os utilizadores e os equipamentos dos utilizadores na rede anónima Tor, de acordo com o portal de compras (em russo) do governo.

Não é claro para que servirá essa investigação sobre o Tor mas o facto de o concurso vir do Ministério do Interior russo sugere que pode ser usado em investigações policiais.

O FBI e agências policiais de outros países já fecharam sites ilegais hospedados na rede Tor e até identificaram alguns dos seus proprietários e visitantes. No entanto, na maioria dos casos, exploraram vulnerabilidades nesses sites ou acompanharam as “pegadas” digitais deixadas online pelos seus administradores.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado