Paulo Morgado é o novo CEO da Capgemini Espanha

O ex-administrador delegado da subsidiária portuguesa torna-se presidente da mesma, no quadro das mudanças.

Paulo Morgado - CapgeminiA Capgemini anunciou esta quarta-feira que, a 1 de Julho do corrente ano, Paulo Morgado, ex-administrador-delegado da Capgemini Portugal, assumiu funções como CEO da Capgemini Espanha. O executivo mantém a responsabilidade sobre a subsidiária portuguesa, assumindo o cargo de presidente, diz um comunicado.

Este avança ainda que a nomeação de Paulo Morgado está alinhada com a estratégia de transformação e desenvolvimento do grupo para os próximos anos. Os planos englobam, “em particular”, o crescimento da subsidiária espanhola, visando alinhá-la com o objectivo e “prepará-la para responder aos desafios do pós-crise naquela que é uma das maiores economias do mundo”.

“O grupo Capgemini está presente em Espanha há quase 40 anos, tendo atualmente uma equipa de mais de 4.5 mil profissionais, distribuídos por sete localizações: escritórios em Madrid, Barcelona, Sevilha e Valência e centros de desenvolvimento avançado e de excelência nas Astúrias, Zaragoza e Múrcia”, diz a nota de imprensa.

Os 20 anos de experiência em cargos de gestão de topo e o profundo conhecimento que possui do sector das TIC, bem como os resultados financeiros e o bom desempenho da Capgemini Portugal nos últimos 11 anos, não obstante os desafios colocados pela crise e pela desaceleração da economia, foram factores cruciais, diz o comunicado, para o grupo no processo de decisão e nomeação de Paulo Morgado para o novo cargo.

“Naturalmente, irei sempre considerar este escritório como o ‘meu’ projecto, pelo que não deixarei de acompanhar de perto esta operação no nosso mercado”, diz Paulo Morgado.

“Aceito este novo desafio confiante de que a Capgemini Portugal é hoje uma empresa sólida, de referência, altamente competitiva e que irá, seguramente, continuar a manter os elevados padrões de desempenho e qualidade, alicerçada numa equipa competente, empenhada e com um enorme espírito de pertença e de orgulho. Naturalmente, irei sempre considerar este escritório como o ‘meu’ projecto, pelo que não deixarei de acompanhar de perto esta operação no nosso mercado. Por vezes é mais fácil ajudar o nosso país estando lá fora, pois os horizontes de mercado alargam-se”, afirma Paulo Morgado.

O executivo tem 50 anos e é desde 2003 administrador-delegado da Capgemini Portugal, na qual ingressou em 2001 como vice-presidente da área de consultoria estratégica. Desempenhou anteriormente cargos de gestão e de direção na Roland Berger, Banco Finantia e na empresa de águas Vidago, Melgaço e Pedras Salgadas. Na última,  assumiu o cargo de CEO com 32 anos.

Possui duas licenciaturas – em gestão e administração de empresas e em direito -, dois mestrados – em finanças e em filosofia – e está actualmente a fazer o doutoramento em gestão na Nottingham Trent University. A somar à sua carreira académica, publicou até à data sete livros em áreas tão distintas como negociação, argumentação, luta contra os crimes económico-financeiros e corrupção, lógica da linguagem e gestão de empresas.

Integra as direções e conselhos consultivos de várias associações em Portugal, de onde se destacam a Associação Industrial Portuguesa, o Fórum de Administradores de Empresas, o Instituto Português de Corporate Governance e a Ordem dos Economistas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado