Reino Unido revela norma para IoT

A especificação HyperCat resulta da colaboração de várias startups com a ARM e a BT.

Internet das coisasUm consórcio de mais de 40 empresas de tecnologia baseadas no Reino Unido, aprovou uma nova especificação técnica aberta ‒ a HyperCat ‒ para a interoperacionalidade de sistemas de Internet das coisas, ou Internet of Things (IoT). A norma visa permitir que vários tipo de máquinas funcionem de forma interligada facilmente através da Internet, e possibilitar às aplicações descobrirem e darem sentido a dados automaticamente, sem intervenção humana.

Em 12 meses, e com a ajuda de 6,4 milhões de libras de financiamento do Technology Strategy Board, do Reino Unido, as equipes de desenvolvimento de grandes empresas ‒ incluindo a ARM, a BT e a IBM ‒ trabalharam com startups, autarquias e departamentos universitários para encontrar a solução.

A especificação HyperCat permitirá às aplicações explorarem dados e recursos disponíveis em agregações específicas, ou procurarem determinados tipos de elementos na Internet. Por exemplo, se uma aplicação só funcionar com resultados de medições de temperatura, a HyperCat disponibilizará uma forma de buscar e descobrir apenas este tipo de dados ‒ “enterrados” entre outros que a aplicação pode não estar preparada para perceber.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado