Governo alemão prescinde da Verizon (actualizado)

As revelações sobre a espionagem dos EUA, envolvendo o operador, serão as razões principais. A Deutsche Telekom deverá ficar com os contratos.

Angela_Merkel_Chanceller da AlemanhaO governo alemão deverá deixar de usar os serviços da Verizon Communications devido a preocupações sobre a espionagem dos EUA, avançam vários jornais, como por exemplo o Wall Street Journal. Até ao final de 2015, vai transferir os contratos para a Deutsche Telekom.

Aqueles estão na fase final e a ser sujeitos a revisão, mas as revelações sobre a possível espionagem da National Security Agency incrementaram os elementos em desfavor da Verizon. Confirmando-se, a decisão da Alemanha é a mais recente evidência de que as informações sobre as escutas são prejudiciais ao negócio das empresas norte-americanas.

A Verizon fornece acesso à Internet para alguns órgãos federais alemães e ajuda a gerir uma rede que os liga, diz o jornal. Os contratos do governo tinham sido expostos na imprensa e causaram alvoroço devido a denúncias de acções da NSA sobre líderes estrangeiros, incluindo a chanceler alemã, Angela Merkel.

Mais em concreto, a mudança seria sustentada, em parte, por causa de indícios de que a operadora norte-americana tem certas obrigações para com a NSA, disse um porta-voz do Ministério do Interior alemão, segundo a Associated Press.  Mas o porta-voz do mesmo organismo governamental, Tobias Plate, procurou dar outra visão, quando questionado pela IDG sobre se a mudança tem a ver com a ligações entre a NSA e a Verizon.

“Não é o caso, a questão da NSA fez apenas o governo federal pensar mais sobre a segurança da rede e em formas de melhorar as coisas”, afirmou.

(Actualizado com declarações de Tobias Plate)

 

 

 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado