CelFocus inaugura centro de investigação no Porto

A estrutura vai funcionar no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, com o objectivo de aproximar o capital humano da instituição ao sector das telecomunicações.

Inauguracao centro de investigacao tecnologica Celfocus Vodafone 2Num espaço de 500 m2, a Celfocus inaugurou na última sexta-feira um centro de investigação e desenvolvimento no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto. O objectivo da estrutura, gerida pela organização resultante da parceria entre a Vodafone e a Novabase, é aproximar e impulsionar o conhecimento e o capital humano da universidade ao sector das telecomunicações.

O novo centro acolherá “a incorporação activa de recursos humanos com elevada especialização oriundos da Universidade do Porto e de outras instituições que ministrem matérias de engenharia e tecnologia”, explica um comunicado.

A sua actividade englobará o desenvolvimento de produtos e serviços para o mercado das telecomunicações: sistemas de informação, soluções para redes máquina-a-máquina, soluções de comunicação para empresas e sistemas de monitorização em tempo real de redes e serviços de telecomunicações.

A CelFocus vai manter, segundo a nota de imprensa, uma equipa com mais de 100 especialistas. Pretende assegurar estágios a alunos das universidades adjacentes e trabalhar em parceria com a UPTEC para impulsionar o desenvolvimento de start-ups incubadas nesta organização.

“Com o investimento, a CelFocus/Vodafone aposta na criação de riqueza e no desenvolvimento do tecido empresarial no distrito do Porto, promovendo também a sua distinção como centro de investigação de excelência, com elevada incorporação de know-how nacional e componente exportadora significativa”, acrescenta o comunicado.

O mesmo revela ainda que o pólo abre o acesso a alunos e professores, para o desenvolvimento de projectos não só na Vodafone Portugal ‒ assentes em serviços como o My Vodafone, Vodafone One Net e Vodafone TV ‒, como num conjunto alargado de operadores do grupo Vodafone. Estão incluídos outros “mercados externos”, para os quais a CelFocus desenvolve soluções tecnológicas e que representam uma parte significativa da sua facturação.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado