Xiaomi é terceiro maior fornecedor de smartphones da China

No primeiro trimestre do ano, a Apple ficou como quarto maior fornecedor de smartphones na China.

XiaomiA Xiaomi Tech tornou-se o terceiro maior fornecedor de smartphones na China no primeiro trimestre, superando a Apple, apesar da recente parceria desta empresa com a China Mobile.

Sendo antes um jogador de nicho no mercado, a empresa chinesa com apenas quatro anos teve um crescimento recorde no período em resultado do aumento da procura pelos seus telemóveis de baixo preço, revelou a consultora Canalys esta segunda-feira.

No primeiro trimestre, a Xiaomi obteve uma quota de 10% do mercado de smartphones na China. A Apple subiu um ponto do último trimestre para o quarto lugar, com uma quota de 9%. A Samsung Electronics ficou em primeiro lugar, com 18%, e a Lenovo está em segundo.

Ambas as empresas estão a expandir-se rapidamente na China. Mas, ao contrário da Apple, que coloca os seus dispositivos nos 800 dólares ou mais, a Xiaomi está a concentrar-se menos nas margens de lucro e vende os seus produtos apenas acima do custo.

Entre esses produtos estão os telemóveis Hongmi, que custam a partir dos 113 dólares. O dispositivo sustentou o crescimento dos smartphones da Xiaomi, que forneceu 11 milhões de unidades no primeiro trimestre, um aumento relativamente aos sete milhões do trimestre anterior, disse Nicole Peng, analista da Canalys.

A Xiaomi ainda está, em grande parte, virada para a China mas, este ano, planeia entrar em 10 mercados estrangeiros, incluindo vários países do sudoeste asiático, juntamente com o Brasil, México e Rússia. A empresa espera vender software e outros bens virtuais pelos seus telefones, como forma de gerar receitas adicionais.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado