Facturação da Reditus cai 13,4%

O volume de negócios da empresa ficou nos 112,7 milhões de euros, em 2013. Em sentido contrário, os lucros cresceram 65% para 460 mil euros.

Francisco Santana Ramos_CEO da Reditus (DR)O grupo Reditus facturou menos 17,5 milhões de euros relativamente a 2012, durante o ano passado, tendo o seu volume de negócio ficado nos 112,7 milhões de euros. Em contraste com esta evolução, um decréscimo de 13,4%, os lucros cresceram 65% para 460 mil euros, revela um comunicado.

“Os proveitos operacionais e o EBITDA sofreram uma redução, por motivos unicamente relacionados com a execução em 2012 de um projecto específico e pontual na área do IT Outsourcing no mercado angolano”, avança ainda o documento. O facto é apontado como responsável pela queda de 14,9% no volume de negócios da actividade internacional, a qual representa 38% da facturação total.

A evolução ocorre mesmo com a empresa a dizer que, durante 2013, “continuou a apostar fortemente na expansão da actividade internacional, nomeadamente na Europa e África”. A empresa abriu novas filiais “em mercados chave”, na mesma linha da sua estratégia durante 2012, e diz que o enfoque nos mercados internacionais deverá manter-se.

Entretanto a facturação da empresa decorrente das operações no universo nacional registou um decréscimo de 12,5%. A Reditus aponta como factores da queda, a “racionalização dos centros de serviços em Portugal e o contexto económico adverso no mercado português”.

O EBITDA ficou nos 11,7 milhões de euros, menos 4,6 milhões de euros relativamente aos 16,3 milhões de euros de 2012. O crescimento dos lucros, desde 280 mil euros, beneficiou “da diminuição registada nos encargos financeiros líquidos, de menos impostos e da implementação de medidas de racionalização de custos e de melhoria da eficiência operacional”, esclarece o comunicado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado