Microsoft vai criar estágios para cinco mulheres

No Dia Internacional das Mulheres na Tecnologia o fabricante apresenta o novo programa de formação, “Do IT, Girls”. Cerca de 40 mulheres vão receber formação e cinco deverão estagiar na empresa ou em parceiros da mesma.

mulheresNo Dia Internacional das Mulheres na Tecnologia, assinalado em diversos países a 24 de Abril, a Microsoft Portugal apresenta o “Do IT, Girls”: um projecto de formação de mulheres jovens na área das TIC. A celebração constitui uma iniciativa global organizada pela União Internacional das Telecomunicações, agência das Nações Unidas, que pretende promover uma maior consciencialização e interesse de mulheres jovens por uma carreira profissional no sector das TIC.

O programa do fabricante terminará com um estágio profissional para cinco das formandas na Microsoft Portugal ou em empresas suas parceiras. Esta selecção das cinco finalistas é da responsabilidade dos mentores que acompanham o projecto e decorrerá no final de cada uma das três sessões presenciais, explica um comunicado.

O mesmo avança que ao longo de dois meses (de Maio a Julho), cerca de 40 jovens serão acompanhadas por quatro mentores e por voluntários da Microsoft Portugal. “Nas três sessões presenciais ou nas formações à distância, vão também aprender a identificar oportunidades de carreira no sector e estabelecer contacto com profissionais da indústria, assim como aprofundar conhecimentos sobre temas como finanças pessoais, liderança, gestão de pessoas e auto-promoção”, explica a nota de imprensa.

A iniciativa dirige-se a mulheres entre os 18 e os 26 anos e insere-se no programa europeu “Empowering Youth”, através do qual a Microsoft promove a partilha de conhecimento e disponibiliza as ferramentas necessárias ao desenvolvimento de competências. “Há centenas de estudantes e jovens mulheres com enorme talento e aptidão para a área da tecnologia, mas que não têm a confiança necessária para seguir uma carreira nesta área, ainda muito dominada pelo sexo masculino”, considera Vânia Neto, directora para a área da educação, cidadania e responsabilidade social na Microsoft Portugal.

De acordo com dados da Comissão Europeia (relativos a 2013), disponibilizados pelo fabricante:

‒ em cada mil mulheres vão trabalhar no sector das TI;

‒ 29 em cada mil mulheres tem um bacharelato, licenciatura ou formação na área das TIC, em comparação com 95 em cada mil homens.

‒ a Comissão Europeia prevê que haverá 900 mil vagas para funções relacionadas com TI em 2015.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado