SAP melhor na cloud e pior nas licenças de software

A empresa anunciou um forte crescimento do seu negócio em cloud computing, numa conjuntura de de quebra de receitas de licenças de software.

crescimentoA SAP registou um forte crescimento homólogo do seu volume de negócios relativo a cloud computing e à adopção da sua plataforma HANA durante o primeiro trimestre do corrente ano. As suas receitas de licenças de software evoluíram em sentido contrário. A empresa revelou esta quinta-feira que a sua receita cresceu 3%, para 3,7 mil milhões de dólares.

As receitas de subscrição de serviços de cloud computing nuvens e associadas ao suporte de soluções cresceram 60% para 219 milhões de euros. Extrapolando os resultados trimestrais para o período anual, as receitas de cloud computing estimadas para o ano inteiro aproximam-se já dos mil milhões de euros.

O número de subscritores das suas aplicações ultrapassou os 36 milhões, segundo a empresa. A receita de software da SAP no trimestre caiu 5%, para 623 milhões de euros, reflectindo a transição no mercado de software e serviços, das implantações locais para o modelo de acesso através de uma cloud e por assinatura.

A receita do suporte a subscritores subiu 5%, 2,2 mil milhões de euros. O volume de negócios em software e receita de serviços associados, incluindo o de cloud computing, cresceu 5%, para três mil milhões. O lucro líquido da empresa teve um incremento de 3%, para 534 mil milhões.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado