SAP pretende contratar 100 profissionais em 2014

A maioria dos recursos humanos que irá para o centro de serviços serão engenheiros, mas também formados em gestão e economia. A exportação de serviços representou 23% da facturação da empresa em 2013.

serviços_mrwO director-geral da SAP Portugal, Paulo Carvalho revelou esta terça -feira a intenção de a empresa contratar 100 pessoas, a maioria para o seu centro de serviços que emprega já 120 pessoas. Eram 110 no final de 2013. Os perfis mais procurados, entre licenciados ou com mestrado, são os de profissionais formados em engenharia, gestão e economia.

O valor das exportações de serviços da organização aumentou de 15% (2012) para 23% da facturação registada em 2013 ‒ 70 milhões de euros. A referida estrutura teve um “peso significativo” no negócio, de acordo com o executivo.

Nas previsões do responsável, os serviços a funcionarem a partir de Portugal continuarão a sê-lo “pelo menos nos próximos anos”. Haverá oportunidade para trazer mais serviços, mediante a influência de dois factores, explica:

‒ mantendo-se a capacidade de entrega segundo as expectativas;

‒ se a operação no país continuar a ser “um bom negócio”.

“Onde a SAP tem bons resultados, sabe que poderá ter gestão adequada dos centros”, sublinha o responsável.

Em 2013, o centro aumentou 80% a sua estrutura de recursos humanos, e exportou serviços para 15 países, destacando-se França, Reino Unido, África do Sul e Angola na origem dessa procura. Os serviços mais requisitados incidiram sobre a mobilidade, analítica, a área financeira, cloud e processamento “in-memory”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado