Microsoft Portugal e Beta-I alargam parceria

O fabricante irá disponibilizar mentores para partilhar conhecimento com as startups, devendo facilitar igualmente o acesso à sua rede mundial de parceiros na área de inovação e empreendedorismo, no âmbito de um protocolo.

Pedro Rocha Vieira, presidente da Beta-i e Caroline Philips, directora de apoio ao desenvolvimento, na Microsoft PortugalA Microsoft Portugal e a Beta-i anunciaram a assinatura de um protocolo de colaboração para apoio a programas de empreendedorismo. Como primeiro fruto desta cooperação, a Microsoft participará no lançamento do Lisbon Challenge, desenvolvido pela associação, envolvendo o patrocínio àquele programa de aceleração de empresas da Europa.

O fabricante irá ainda disponibilizar mentores para partilhar conhecimento com as startups e devendo facilitar igualmente o acesso à sua rede mundial de parceiros na área de inovação e empreendedorismo. Na colaboração com a Beta-i, a Microsoft reforça a sua política de incentivo à criação de startups portuguesas.

Através desta parceria, as startups participantes no Lisbon Challenge passam a ter acesso a software da Microsoft ‒ inclusive a sua plataforma de cloud computing, Azure ‒ através do programa BizSpark. Poderão ainda beneficiar do contacto com investigadores dos centros da empresa Microsoft, bem como da sua rede de parceiros, composta por mais de três mil empresas em diferentes sectores de actividade.

A Microsoft irá promover também um prémio especial para a melhor startup na área de jogos digitais, incentivando os participantes a desenvolverem estas aplicações para as plataformas Windows Phone e Windows 8. “Estamos muito satisfeitos por alargar a nossa parceria com a Beta-I, uma das nossas principais parceiras da rede BizSpark e com a qual partilhamos o objetivo de inspirar a nova geração de startups e de as elevar ao nível mundial”, afirma Caroline Philips, directora de apoio ao desenvolvimento, na Microsoft Portugal.

O fabricante lançou o primeiro programa BizSpark em Novembro de 2008. “Desde então já apoiámos mais de 400 novas startups de base tecnológica em Portugal, com um investimento superior a 3 milhões de euros. A nível mundial, já apoiámos mais de 50.000 startups de mais de 100 países”, revela.

O presidente da Beta-i, Pedro Rocha Vieira considera que “Portugal é um País com um grande potencial para startups de alto impacto”. A parceria agora reforçada “vem maximizar esse potencial ao unir um dos principais programas de aceleração com uma das mais importantes empresas de tecnologia a nível mundial, bem como com os seus peritos e investidores. “É uma oportunidade ainda para estabelecer sinergias entre o Lisbon Challenge e os programas de aceleração promovidos pela Microsoft, o Microsoft Ventures e o BizSpark”, sugere.

O Lisbon Challenge deverá juntar em Lisboa 25 startups de base tecnológica de todo o mundo a partir de 2 de Maio, diz um comunicado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado