Office para iPad requer assinatura do Office 365

O Office para os iPad da Apple já está disponível mas pode não ser o que se estava à espera.

Office para iPad - MicrosoftAnunciado ontem pela Microsoft, o aguardado Office para iPad está disponível gratuitamente mas, para ser verdadeiramente útil, os utilizadores têm de comprar uma assinatura para o Microsoft Office 365.

Ao invés de um conjunto de aplicações “standalone” de que se obtém licença e uso para o dispositivo, o Office para iPad é um “add-on” para o serviço Office 365 da Microsoft, que custa 99,99 dólares por ano para uma assinatura individual.

O pacote inclui o Word, Excel e PowerPoint, apenas três das sete aplicações que vêm com a versão “home” do Office 365. Todas as sete estão disponíveis para máquinas Windows.

As aplicações Office para iPad estão disponíveis gratuitamente para download, sem uma assinatura do Office 365, mas tudo o que permitem é leitura e apresentação de documentos. Para criar e editar documentos, é necessária uma subscrição. “O material gratuito não serve para fazer muita coisa”, afirma Michael Silver, analista da Gartner.

O modelo do Office 365 permite aos utilizadores autorizarem PCs e Macs com Windows a usarem as aplicações do Office, e agora os iPads foram adicionados a este modelo.

Amarrar o Office para iPad ao Office 365 não é nenhuma surpresa, diz Silver. A Microsoft está a tentar promover o serviço de qualquer maneira que possa, mesmo sugerindo oficialmente que o Office 365 é o melhor substituto para o seu envelhecido sistema operativo Windows XP.

“É um grande desafio converter utilizadores perpetuamente licenciados para um serviço de assinatura e esta é uma cenoura para tentar levar as pessoas a darem esse salto”, diz Silver.

As aplicações para o iPad foram ajustadas para funcionare bem no tablet e com a sua interface táctil, diz James Staten, analista da Forrester. “Isso reflecte a forma como a experiência do utilizador do iPad deve ser feita”.

Mas fazer o download do Office a partir da App Store precisa de uma maior afinação, diz. O processo requer a pesquisa pelo Excel, PowerPoint e Word e fazer o download de cada um deles separadamente, pois não estão agrupados sob o nome de Office.

Para clientes já com uma conta do Office 365, quando as aplicações são transferidas, cada uma tem que ser activada separadamente, diz Staten, uma outra aborrecida tarefa que ele espera ver resolvida em breve.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado