Vendas de PCs a cair 6% em 2014

A tendência de comprar tablets para substituir laptops também vai desacelerar, diz a Gartner.

OS - GartnerO declínio global nas vendas de laptops e de desktops não é novo e a Gartner previu esta quinta-feira uma queda de 6% em 2014 em comparação com o ano passado – e prevê uma outra baixa de quase 5% para 2015.

A analista prevê encomendas de 276,7 milhões de PCs em 2014, um número que vai descer ainda mais para as 263 milhões de unidades em 2015. Nos últimos anos, dois terços dos proprietários de laptops e de desktops substituíram o seu hardware com modelos actualizados. Do terço restante, a maioria substituíu as suas antigas máquinas por tablets e híbridos, com um número menor a não adquirir substituições de qualquer tipo, disse Ranjit Atwal, analista da Gartner .

A tendência nos últimos anos para substituir os portáteis com tablets também vai diminuir em 2014, porque os consumidores e as empresas tornam-se mais exigentes à medida que resolvem “o dispositivo correcto para o padrão de uso certo”, disse Atwal. A Kantar Worldpanel divulgou um estudo esta semana mostrando a incerteza sobre a compra de um tablet por parte dos utilizadores que não têm tablets nos EUA.

Mesmo assim , as vendas de tablets devem crescer 38,6% em 2014 para 270,7 milhões de unidades a nível mundial, com um crescimento mais rápido em mercados fora dos EUA, onde um custo mais baixo, menor tamanho e tablets sem marca vão fazer a diferença. A Gartner disse que os tablets híbridos vão adicionar mais 37 milhões de unidades a esse total de 2014.

Esse salto de 38% nas vendas esperadas de tablets é o dobro do aumento para 2014 que a IDC previu no início deste mês. A IDC espera 214 milhões de tablets, incluindo os híbridos 2- em-1, a serem encomendados este ano e acredita que as vendas de tablets sem marca vão desacelerar em 2014 , após anos de forte crescimento.

As vendas dos iPads da Apple também abrandaram na América do Norte, revelou a Gartner, mas não divulgou dados precisos.

A Gartner disse ainda que 1.895 milhões de telemóveis de todos os tipos vão ser encomendados em 2014.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado