EDP lança re:dy para gestão energética

Novo serviço de gestão de consumo eléctrico residencial é pago, ao contrário de alternativas já existentes. E o seu uso pode acarretar problemas de segurança e de privacidade.

redy - EDPA EDP Comercial anunciou hoje o lançamento do re:dy (de “remote energy dynamics”), “um projecto 100% português com características únicas no mercado” para a “monitorização e gestão activa do consumo eléctrico residencial”.

Com o re:dy, será possível controlar o consumo dos equipamentos eléctricos usando um portal na Internet ou por smartphones e tablets com o sistema operativo iOS e Android.

O serviço de análise de consumo, que permite à EDP conhecer e registar o consumo total do agregado familiar, é feito por uma ligação à casa do cliente por Internet de banda larga. Esta comunicação facilitará à empresa o registo dos dados de consumo, usando tecnologias M2M (máquina-a-máquina).

No entanto, e segundo o comunicado da empresa, o serviço será pago (99 euros na adesão, mais 5,99 euros mensais por um período de fidelização de um ano) e tem “particularidades únicas que o distinguem dos restantes sistemas de gestão de energia no mercado”, como:
– informação em tempo real, disponível via Web e smartphone;
– controlo individual dos equipamentos de forma manual ou automática e agendamento de tarefas;
– análise histórica de consumos e ferramentas de controlo orçamental;
– programação de perfis de funcionamento de acordo com as suas necessidades, hábitos e períodos de ausência;
– recepção de alertas que ajudam a eliminar desperdícios;
– aconselhamento sobre o melhor tarifário e potência contratada;
– recepção de relatórios personalizados de análise de consumo.

Numa análise anterior ao lançamento do re:dy, o blogue dedicado à domótica “A Minha Alegre Casinha” apontou a existência de soluções alternativas e gratuitas. Mas os consumidores devem ter em atenção que, relativamente a outros serviços deste tipo, têm surgido preocupações com a privacidade dos mesmos (possibilidade de gestão dos dispositivos eléctricos à distância e análise de consumo no entretenimento, por exemplo) e até com a sua segurança.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado