Armazenamento está pronto para a Internet de Tudo

Para a Oracle, tamanho dos discos rígidos, novo software e transmissão de dados mais rápida está pronta para esta nova realidade.

SPARC M6 - OracleA indústria de armazenamento não tem nada a temer da Internet de Tudo ou Internet das Coisas (“Internet of Everything”), de acordo com a Oracle.

O director de produtos de armazenamento da empresa para a região da Oceânia, Sam Voukenas, aponta que a tendência não é “nada de particularmente novo” para os fornecedores de armazenamento.

“A quantidade de dados que precisam de ser armazenados e partilhados tem vindo a crescer exponencialmente há anos”, disse.

Durante esse tempo, Voukenas considera que a indústria aprendeu a lidar com volumes crescentes de dados e como antecipar a próxima vaga.

Não só os tamanhos dos discos rígidos cresceram e aumentou a sua densidade, também foi desenvolvido software para deduplicar e comprimir estas enormes quantidades de dados.

“A indústria também aprendeu a mover esses dados mais rapidamente”, disse Voukenas. “Estivemos a preparar-nos para isso e a desenvolver tecnologias em torno disso”.

A Internet of Everything pode ser uma nova realidade, embora Voukenas considere que só se vai tornar mais pervasiva ao longo do tempo.

O que o anima mais é a possibilidade de se “conseguirem coisas incríveis”, não apenas no contexto do negócio mas “no modo como vivemos as nossas vidas”.

“Desde as descobertas científicas e médicas à forma de nos movermos à volta do mundo, estamos apenas a arranhar a superfície”, disse ele.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado