Lidl investe 300 mil euros em projecto de mobilidade

No âmbito do projecto Lidl Mobile Office (LIMO), todos aqueles responsáveis das direcções regionais do Lidl Portugal devem receber até esta sexta-feira, um iPad, para acederem a dados a indicadores de vendas das lojas.

LIMO-Lidl (DR)Todos os chefes de vendas das direcções regionais do Lidl em Portugal vão poder aceder, em tempo real, a dados e indicadores de vendas das lojas da rede do retalhista. Para isso devem receber até esta sexta-feira um iPad, no âmbito do projecto Lidl Mobile Office (LIMO).

O novo sistema envolveu um  investimento de cerca de 300 mil euros, e uniformiza a comunicação  procurando substituir definitivamente o papel. A implantação do projecto  LIMO em Portugal teve início em Outubro de 2013 e tem sido bem recebida pelos utilizadores. Actualmente já foram distribuídos perto de 80 iPads.

O LIMO revelou-se um grande desafio, particularmente na integração da infra-estrutura empresarial do Lidl em dispositivos mais vocacionados para a utilização pessoal. Neste cenário, acabou por nascer  uma relação de cooperação mais próxima com a Apple, sugere um comunicado da empresa.

Esta explica que os chefes de vendas do Lidl passam muito tempo em viagem e têm a seu cargo as vendas e os recursos humanos de várias lojas.  “São responsáveis pela gestão de mercadorias, pela análise dos indicadores de vendas e pelo interface entre as chefias e os vendedores.
É um trabalho exigente e um desafio permanente à gestão do tempo”, acrescenta.

Até agora a comunicação com os chefes de vendas acontecia, durante a viagem, por telemóvel e nas lojas através de suportes em papel que chegavam via correio interno. Muitas vezes a informação disponível não era suficiente, nem a mais actual, revela o comunicado.

E como a utilização de portáteis pessoais não era possível e os computadores das lojas estão normalmente ocupados, as perdas de tempo eram frequentes. Os factores que determinaram a introdução de iPads no Lidl foram, por isso, as promessas de maior sustentabilidade, de benefícios operacionais, de incrementos de segurança e aumento da actualidade dos dados.

“Estimamos que através destas ferramentas iremos permitir uma melhor afetação do tempo permitindo que consigam alocar mais cinco horas semanais à gestão de pessoal (formação e acompanhamento de colaboradores)”, diz a organização. De acordo com a mesma, os indicadores económicos são normalmente disponibilizados sob a forma de gráficos ou tabelas, de forma a facilitar a sua leitura.

“A informação é acessivel online mas nunca pode ser armazenada no iPad. Em caso de perda ou roubo o dispositivo é inútilizado, podendo mesmo ser desactivado através da central”, diz  a empresa.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado