Safira facturou 10,9 milhões e quer contratar

Depois de crescer 54%, a empresa prevê atingir um volume de negócios acima dos 14 milhões de euros em 2014, ano durante o qual espera contratar 70 novos colaboradores, 50 em Portugal e 20 na Polónia.

A Safira anunciou uma facturação de 10,9 milhões de euros de volume de negócios, relativo a 2013, tendo crescido 54% face aos 7,1 milhões de euros registados no ano anterior. O valor fica acima da estimativa ‒ 8 milhões  de euros ‒ feita para o exercício fiscal.

Já em Novembro de 2013, a empresa previra ultrapassar até os nove milhões em facturação, depois de revelar um crescimento de 64%, e um volume de negócios de 7,7 milhões de euros, nos primeiros três trimestres do ano.

Até ao final de 2014 a empresa prevê reforçar a equipa com 70 novos colaboradores, 50 em Portugal e 20 na  Polónia, tendo actualmente mais de 30 posições em aberto.  No fim do ano passado, a empresa contava com uma equipa de 175 colaboradores, 72 dos quais contratados o ano passado (57 em Portugal e 15 na Polónia).

Para 2014, a consultora conta superar os 14 milhões de euros, dos quais 85% serão relativos a exportações. Está ainda a estudar a possibilidade de realizar uma dispersão de capital na bolsa NewConnect, em Varsóvia, para impulsionar o crescimento inorgânico em  2015.

“No seu melhor ano de sempre [21013], a empresa implantou projectos em 15 países de quatro continentes,  como Angola, Suíça, Emirados Árabes Unidos, Alemanha, França, Chile, Dinamarca, Colômbia, Bélgica, Equador, Estados Unidos da América e Irlanda, além dos locais onde já tem escritórios próprios (Portugal, Polónia, Reino Unido e Espanha)” diz um comunicado.

75% relativos a exportações

O negócio internacional representou já 75% das vendas  da empresa, quando em 2012 tinha um peso de 61%, recorda o documento. O Reino Unido constitui  o mercado actualmente mais representativo na receita da Safira, contribuindo com três milhões de euros.

Durante 2014 a empresa pretende apostar no mercado dos EUA, depois de ter iniciado no final do ano passado, o seu primeiro projecto de BPM nesse mercado. “A especialização tem sido um dos pilares do crescimento – a Safira está focada e posiciona-se cada vez  mais nas áreas de BPM (Business Process Management), ODM (Operational Decision Management) e  mobilidade de processos”, refere o comunicado.

A actividade em torno dessas áreas de gestão, revela a empresa, representa cerca de 72% da receita da empresa. E no corrente exercício a consultora pretende continuará a sua estratégia de especialização em gestão de processos.

De acordo com a mesma, durante 2013 a aposta na qualificação e valorização da equipa foi reforçada com de mais de um milhão de horas em projectos de BPM, mais de 13 mil horas de formação e mais de uma  centena de certificações (136).

Outros marcos da actividade da Safira em 2013:

‒ integração das várias empresas portuguesas numa única figura jurídica (SGPS e LDA incluídas na Safira Consultadoria SA);

‒ reforço das parcerias com a IBM através  da capacidade de entrega de novas competências, e com a Microsoft na área da Cloud, em particular o arranque do projeto na ADENE com soluções Windows Azure;

‒ registo de  mais de 60 clientes activos em 2013, com novos projectos desenvolvidos em áreas como a banca na Colômbia, os  seguros em Portugal e Reino Unido, e a administração pública em Angola.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado