Taxas de roaming inibem 300 milhões de clientes

94% dos europeus, que viajam para fora do país onde têm sedeada a conta de comunicações móveis, limitam o uso de serviços devido às taxas de roaming. O mercado de aplicações móveis é particularmente afectado.

A Comissão Europeia calcula que as empresas de telecomunicações estão a perder um mercado de cerca de 300 milhões de utilizadores de comunicações móveis devido à estratégia de preços em vigor, que englobam taxas de roaming. Estas prejudicam também outras empresas como os fabricantes de aplicações móveis.

Um inqúérito realizado a 28 mil cidadãos da União Europeia revela que:

‒ 47% nunca iria usar Internet móvel noutro país da UE, sem aquele onde tem sedeada a conta de comunicações móveis;

‒ apenas 1 entre 10 usaria serviços de emails, da mesma forma como em casa;

‒ mais de um quarto simplesmente desligam os telemóveis, quando viajam na UE;

‒ milhões comunicam por SMS em vez de pagar por chamadas;

‒ Os viajantes frequentes ‒ a parte mais lucrativa do potencial mercado, segundo a Comissão ‒ são mais propensos a desligar as comunicações de dados em telefonia móvel do que os viajantes ocasionais. A Comissão acredita que isto acontece devido aos viajantes frequentes estarem mais bem informados sobre os custos reais de roaming de dados na Europa.

“Estou sinceramente chocada com estes números. Isso mostra que temos de terminar o nosso trabalho e eliminar as tarifas de roaming. Os consumidores estão limitando o seu uso do telefone de maneira radical e isso não faz sentido para as empresas também”, considera a vice- presidente da Comissão Europeia, Neelie Kroes.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado