SAP quer abrir cadeia de cafés para startups

Os espaços serão denominados cafés HANA usando o nome da plataforma de computação “in-memory” da SAP.

A SAP está a planear ter uma cadeia de cafés aberta 24 horas por dia em todo o mundo com o nome da sua plataforma de computação “in-memory” HANA (High Performance Analytic Appliance) .

O primeiro HANA Cafe será inaugurado em Palo Alto, na Califórnia (EUA) nos próximos três meses, antes de ser expandido para Berlim, na Alemanha, e Xangai, na China.

Os estabelecimentos vão fornecer um espaço para start-ups poderem desenvolver aplicações sobre a plataforma HANA, de acordo com o presidente da SAP, Hasso Plattner. A SAP afirma ter actualmente 1.250 produtos em fase de arranque de desenvolvimento na plataforma HANA.

Falando esta quinta-feira no novo SAP Innovation Centre, em Berlim, Plattner disse estar a “criar isto agora para essas empresas, para que possam vir e e conectar-se. As empresas start-up podem ajudar-se umas às outras. Podem mesmo colaborar se não estão no mesmo nicho de mercado”.

Os cafés HANA vão estar abertos durante todo o dia para que as start-ups nos EUA se possam ligar com as da Alemanha e da China, e vice-versa, disse Plattner.

O presidente que co-fundou a empresa em 1972, revelou ainda que a SAP quer abrir mais deste tipo de espaços “cool”, numa tentativa de imitar o sucesso que a Apple teve com as suas próprias Apple Stores.

Mas quando foram pedidos mais detalhes à equipa de comunicação da SAP, um porta-voz da empresa disse que, “de momento, estamos apenas a falar de um conceito, apenas de uma ideia… não [há] planos detalhados”.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado