Mercado de Bitcoin atingido por ataques DDoS

A Bitstamp foi alvo de ataques online destinados a afectarem a recepção de transacções.

Os problemas que assolam as transacções de Bitcoin pioraram terça-feira conforme ataques online baseados em falhas de software da moeda digital afectavam mais duas plataformas de compra e venda do dinheiro. Uma das maiores bolsas da moeda, a Bitstamp, suspendeu os levantamentos no meio de uma onda de ataques distribuídos de negação de serviço(DDoS).

Durante a semana passada, a MT. Gox , outra grande bolsa, suspendeu as transferências para carteiras virtuais alojadas fora dos seus sistemas. Revelou na altura ter encontrado uma falha no software da Bitcoin capaz de possibilitar fraudes.

A Bitstamp, sedeada na Eslovénia, alega ter tido o mesmo problema. Esta bolsa garante não ter havido perdas de fundos e manifestou confiança na possibilidade de as transações estarem, em breve, de volta a uma situação normal.

Os levantamentos de Bitcoin levantamentos falhados durante os dias 10 e 11 de Fevereiro serão cancelados e os valores serão redireccionados para as contas dos clientes, diz. Baseada na Bulgária, a BTC é outra das grandes bolsas da referida moeda digital e revelou no Twitter que o ataque DDoS pode causar atrasos na obtenção de transacções de crédito nos dois referidos dias.

“Este é um ataque de negação de serviço, mas quem está a desenvolvê-lo não está a roubar moedas, mas consegue impedir a confirmação de algumas transacções”, Gavin Andresen, explicou no seu blog, o cientista-chefe da Bitcoin Foundation. “É importante notar: os ataques de negação de serviço não afectam as carteiras ou fundos de Bitcoin das pessoas”.

Andresen revelou que uma grupo de programadores estava já a trabalhar numa correcção para o problema, ligado à chamada “maleabilidade da transacção”, um problema subjacente no software do Bitcoin. Os ataques envolveram uma vaga de registos de transacções falsas.

“Os utilizadores da implantação de referência poderão ver as suas Bitcoins ‘presas’ a transacções não confirmadas”, acrescenta Andresen. “Precisamos de actualizar o software para corrigir esse bug, e então essas moedas serão devolvidas às carteiras, ficando disponíveis novamente.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado