Aplicações de negócio têm “novo” modelo: as redes sociais

O CEO da Oracle, Larry Ellison considera que as redes sociais são a nova espinha dorsal das suites aplicacionais. E devem ser igualmente fáceis de aprender a usar.

As aplicações de negócios modernas precisam de ter uma rede social no seu núcleo e devem ser tão fáceis de usar que até mesmo um CEO as conseguirá entender. Não são ideias novas, mas ganham nova força depois de o CEO da Oracle, Larry Ellison, as ter explicado durante a conferência Cloudworld, organizada pelo fabricante,em São Francisco.

“A nossa interface de utilizador já foi modelada a partir da Facebook, algo que não requer aprendizagem “, disse Ellison. Na sua opinião, os trabalhadores não vão querer usar um software empresarial aborrecido, numa altura em que existem a Facebook, a Twitter e a Google.

“As interfaces desenvolvidas pela Oracle e a SAP há dez anos não são apropriados na era do Facebook e do Twitter”, considera o CEO. Trata-se de um grande problema com o qual as organizações têm lidado há anos: compram software caro para coisas como gestão de recursos humanos e automação da força de vendas, de depois, só metade dos funcionários o usa.

As aplicações de negócios precisam de uma componente social, com a qual os colaboradores estão uns aos outros e com a organização. “A rede social é o novo paradigma da aplicação, é a interface da aplicação”, sustenta Ellison.

Segundo o responsável, “os funcionários interligados sabem o que está acontecer na empresa e podem ajudar os outros a fazerem o seu trabalho”.
De acordo com o CEO as aplicações de atendimento ao cliente e gestão de capital humano serão as duas aplicações de negócios mais importantes do século XXI.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado