Centro Office 365 da Microsoft em Portugal

Investimento a rondar os dois milhões de euros para expansão de centro de suporte internacional, com a contratação de mais 25 técnicos.

A Microsoft seleccionou Portugal para expandir o seu serviço de suporte telefónico especializado ao Office 365, revelou hoje a empresa em comunicado.

O “novo serviço de suporte telefónico internacional de segunda linha [é] um serviço mais especializado e exigente, que acolhe pedidos de suporte de clientes empresariais cujos casos não puderam ser resolvidos pelo serviço de primeira linha”, diz a empresa, salientando que a expansão do serviço vai permitir a contratação até final de Janeiro de 2014 de 25 técnicos especializados, “num investimento que ronda os dois milhões de euros, podendo este número crescer à medida que a adoção internacional do Office 365 na Cloud pelos clientes Microsoft também aumentar”.

O novo centro junta-se assim ao Centro Internacional de Suporte a Clientes Empresariais, inaugurado em 2003. A Microsoft está a terminar um “processo de integração de todas as equipas de serviços de suporte telefónico a clientes empresariais e parceiros numa mesma organização: o Global Business Support (GBS), que chegará agora com o novo serviço de suporte a tecnologias Cloud/Office 365 aos 110 técnicos portugueses altamente especializados”, diz a empresa.

A Microsoft explica ainda que, “nesta nova estrutura, o GBS integra todas as equipas responsáveis pela entrega de serviços de suporte a clientes e parceiros. Esta organização está representada em Portugal pelas equipas de Support Engineering: Suporte Telefónico a Clientes e Parceiros, Global Partner Support – Aconselhamento e Pré Venda a Parceiros, e Premier Field Engineering (PFE) – Serviços Proativos de Suporte a clientes Premier”, para apoiar o cliente a obter o máximo valor do seu investimento na tecnologia da companhia”.

A equipa PFE conta com 30 técnicos portugueses “presta um serviço de âmbito internacional em toda a Europa Ocidental, de Leste, África e Médio Oriente a partir de Portugal. Criada há sete anos, começou por focar-se apenas na resposta a situações críticas, tendo depois assumido um maior foco nos serviços de prevenção e proatividade na gestão e operação das TI”.

Segundo João Couto, director-geral da Microsoft em Portugal, “no mercado empresarial, os serviços técnicos são mais exigentes e por isso é aqui que está a nossa grande aposta, pois é onde Portugal consegue provar a sua vantagem competitiva, porque aliamos com mestria a qualidade dos recursos e do serviço prestado, com custos controlados. A vinda para Portugal da capacidade de suporte internacional a uma das mais modernas tecnologias da Microsoft como o Office 365, que apresenta um dos mais altos potenciais de crescimento a curto prazo, é a prova do reconhecimento da capacidade dos técnicos portugueses e é um passo firme no caminho que a Microsoft Portugal está a traçar de afirmar o País como um centro de nearshore maioritariamente para a Europa e África (sobretudo Norte de África e Países de Expressão Portuguesa)”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado