Microsoft promete notificar os clientes investigados

E até ao final de 2014 as informações a circularem nos seus serviços passarão a ser todas cifradas.

A Microsoft anunciou novas medidas para tranquilizar clientes empresariais e governamentais em todo o mundo: assumiu o compromisso de os informar quando forem alvo de ordens legais relacionados com os seus dados. Mais: promete lutar em tribunal contra “ordens de mordaça” que a impeça de partilhar essa informação com clientes.

A empresa também planeia cifrar as informações dos clientes que circulam entre os seus centros de dados. A conclusão do projecto está previsto para o final de 2014.

Numa mensagem de blog, Brad Smith, o conselheiro geral da Microsoft e vice-presidente executivo para assuntos legais e corporativos, diz que a empresa partilha as preocupações dos clientes sobre a vigilância do governo na Internet. “É por isso que estamos a tomar medidas para garantir que os governos usam processo legal, em vez de força bruta tecnológica para aceder aos dados do cliente “, acrescentou .

Apenas em circunstâncias mais limitadas, admite a empresa, as agências governamentais podem abordar os clientes empresariais e governamentais directamente para obter informações ou dados sobre um de seus empregados – assim como fizeram antes de os clientes mudarem para plataformas de cloud computing. ” E quando surgem essas circunstâncias limitadas, os tribunais devem ter a oportunidade de rever a questão e emitir uma decisão “, acrescentou Smith.

A empresa disse que vai usar a melhor metodologia de cifra do mercado, incluindo tecnologia Perfect Forward Secrecy e chaves de 2048 bits, sobre o conteúdo dos clientes.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado