Adobe adiciona geolocalização ao Marketing Cloud

A empresa pede também para organizações terem termos e condições mais simples para evitar confusões.

A Adobe Systems adicionou recursos móveis para a sua Marketing Cloud, permitindo que as empresas possam de forma melhor analisar o uso de smartphones com a ajuda da geolocalização e da analítica de aplicações.

Os departamentos de marketing devem pensar “primeiro móvel”, diz a Adobe. A razão é que os utilizadores gastam quatro vezes mais tempo na ssuas aplicações favoritas do que a navegar a Web, disse a empresa.

A Adobe quer beneficiar desta tendência com o lançamento de serviços móveis para a sua Marketing Cloud.

Os novos recursos foram integrados nas ferramentas de Analytics and Target da Marketing Cloud e os utilizadores que as licenciem têm acesso aos recursos móveis sem qualquer custo extra. No próximo ano, estes recursos serão alargados às ferramentas Campaign and Experience Manager da Marketing Cloud.

Algumas das principais características móveis são analítica, optimização e segmentação por geolocalização.

A analítica permite às empresas verem um grande número de detalhes sobre o uso de aplicações, incluindo o número de novos utilizadores e como eles usam as apps. Para personalizar anúncios, também é possível analisar as apps móveis dos utilizadores pela sua localização por GPS e proximidade a pontos de interesse, como lojas, recintos desportivos ou salas de concerto.

A geolocalização tem de enfrentar questões de privacidade. Os utilizadores devem, antes de tudo, optar por esses recursos, e as empresas devem dizer o que vão fazer e escrever termos e condições que sejam fáceis de entender, de acordo com Ray Pun, gestor de estratégia do marketing móvel na Adobe.

“Escrevam numa linguagem que uma pessoa normal possa entender, não um advogado… Vejo muitos termos e condições que estão cheios de legalês que não pode ser compreendido”, disse Pun.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado