Chrome vai bloquear download de malware

O novo recurso de segurança está a ser testado publicamente numa versão de pré-lançamento do browser.

A Google desenvolveu um recurso de segurança para o Chrome que permite que ao browser detectar e parar os downloads de malware.

O sequestro (“hijacking”) do browser e outras infecções de malware baseadas no mesmo estão em ascensão e a Google precisa de proteger os utilizadores do Chrome com recursos de segurança nativos, disse a empresa. Ela está a testar o recurso numa versão de pré-lançamento do browser.

“Os criminosos online têm vindo a aumentar o uso de software malicioso que pode silenciosamente sequestrar as configurações do browser. Isto tornou-se uma questão de topo nos fóruns de ajuda do Chrome; estamos a ouvir e estamos aqui para ajudar”, escreveu Linus Upson, vice-presidente da Google, num blogue da empresa.

O recurso de segurança faz disparar um alerta, exibido no aviso de download na parte inferior do ecrã, dizendo que o Chrome bloqueou o download de um ficheiro de malware. Os atacantes disfarçam geralmente esses ficheiros como aplicações inofensivas, como protectores de ecrã e até mesmo actualizações de segurança, para enganar os utilizadores.

Quando instalado, este tipo de malware tira o controlo do browser aos utilizadores, altera configurações como a definição da página inicial, e exibe anúncios indesejados.

A Google adicionou a capacidade ao Chrome Canary, uma versão inicial de pré-lançamento do browser destinada a programadores e utilizadores finais conhecedores da tecnologia, porque ” às vezes pode parar completamente”.

A Google não respondeu imediatamente a um pedido de mais detalhes sobre a forma como esse recurso funciona. Uma vez que os produtos antivírus frequentemente passam por cima uns dos outros quando executados simultaneamente no mesmo computador, está para se ver se esta nova funcionalidade do Chrome irá desencadear conflitos para quem usa outros softwares de segurança.

O Chrome já permite que os utilizadores redefinam as suas configurações do browser e alerta-os quando estão prestes a visitar um site que a empresa tem identificado como perigoso.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado