Open Virtualization Alliance junta-se à Linux Foundation

A comunidade de programadores, dedicada ao desenvolvimento de um hipervisor de máquina virtual baseado num núcleo de código da aliança, vai permanecer independente na sua actividade.

A Open Virtualization Alliance (OVA) juntou-se à Linux Foundation numa iniciativa de colaboração para aprofundar os seus laços com a comunidade Linux. As organizações anunciaram sua colaboração durante a conferência LinuxCon Europe esta segunda-feira.

A OVA tem mais de 250 empresas associadas, incluindo a IBM, a Red Hat, a Intel e a NetApp. O seu objectivo é promover e aumentar adopção do hipervisor de máquina virtual baseado em núcleo de código –  Kernel-based Virtual Machine (KVM) Máquina Virtual: uma plataforma open source completa para Linux preparado para hardware x86, capaz de permitir aos utilizadores a execução de múltiplas máquinas virtuais não modificados em imagens de Linux ou Windows.

A KVM poderá ser de 60 a 90 % mais barata do que outras plataformas de virtualização, oferecendo a mesma funcionalidade, defende a aliança. Juntando-se à Linux Foundation como um projecto colaborativo, a OVA procura aprofundar os seus laços com a comunidade mais vasta do Linux, disse Chuck Dubuque, o presidente do conselho para a aliança e director da unidade de negócios de virtualização de marketing de produto Red Hat, num email.

Juntos pretendem trabalhar na promoção da KVM e a Linux Foundation vai aumentar também os seus investimentos na plataforma com a realização de eventos como o KVM Fórum – a realizar-se em Edimburgo, esta segunda-feira. A OVA está a envolver-se na Linux Foundation devido ao histórico da última no envolvimento com as comunidades de utilizadores e de comerciais associados a projectos de código aberto e dos seus laços fortes com a comunidade de desenvolvimento explica Dubuque.

O projecto KVM vai no entanto continuar a ser uma comunidade de programadores separada e independente, acrescentou o responsável. Os avanços nas tecnologias de virtualização são um dos elementos chave para o crescimento do Linux nas empresas e da cloud computing, disse Linux Foundation. Além da OVA, a Linux Foundation acolhe também o projecto Xen, hipervisor de código aberto doado à segunda organização pela Citrix, em Abril, com o objectivo de obter o contributo de um grupo maior e mais diversificado de colaboradores.

(Loek Essers IDG News Service Amesterdão Bureau)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado