UIT sugere norma para carregadores à UE

Aproveitando a obrigatoriedade da adopção pelos fabricantes, de carregadores universais para dispositivos móveis na União Europeia (UE), a UIT convida o Parlamento Europeu a aprovar a sua norma ITU- T L.100 para o efeito.

No contexto da revisão de uma directiva do Parlamento Europeu, a União Internacional de Telecomunicações sugere à União Europeia a adopção da solução do organismo, prevista na recomendação ITU- T L.1000: uma norma tecnológica aprovada por 193 estados-membros e cerca de 700 empresas do sector privado.

Uma directiva do Parlamento Europeu sobre equipamentos rádio-eléctricos exigirá que tais equipamentos e, em especial, os telemóveis e smartphones sejam compatíveis com um carregador universal. Esta decisão baseia-se no Memorando de Entendimento  de 2009 aprovada pela Comissão Europeia, e estabelecido com 14 fabricantes de dispositivos.

“Com o carregador universal da UIT descobrimos uma solução de bom senso, que se aplica ao maior número possível de dispositivos móveis, para o difícil problema dos resíduos electrónicos. Apelo ao Parlamento Europeu que mencione especificamente na futura directiva a norma mundialmente estabelecida pela ITU. Desta forma os fabricantes podem reduzir os custos unitários de produção através de economias de escala e limitar a duplicação de dispositivos , reduzindo assim a utilização de matérias-primas e reduzindo significativamente o lixo electrónico “, disse Hamadoun  Touré , secretário-geral da UIT .

O carregador universal da UIT alarga o uso de um adaptador de alimentação externa à grande maioria dos dispositivos móveis, com capacidades de comunicação 2G e 4G, e a outros como os leitores MP3/MP4, tablets , câmaras, auscultadores sem fios e aparelhos de GPS. A norma do carregador universal tem a flexibilidade necessária para ter em conta as diferenças entre as várias regiões e dá prioridade à eficiência energética, à vida útil do carregador e à redução de emissões de gases de efeito estufa e de resíduos electrónicos.

A recomendação ITU-T L.1000 contém especificações para minimizar o consumo de energia durante os períodos sem carga (menos de 0,15 W ), o que permite poupanças consideráveis de energia.

(Com IDG.es)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado