Empresas precisam de preparar RH para negócios digitais

Ter profissionais qualificados é essencial para o sucesso dessas estratégias, diz um estudo da Gartner realizado junto de 151 CIO. E continua a haver carências nesse aspecto.

Há uma preocupação com a falta de mão-de-obra qualificada e o desenvolvimento de recursos humanos para as estratégias de negócio digital, diz um estudo da Gartner, para o qual forma inquiridos 151 executivos. Cerca de 90% acham que a procura por profissionais especializados vai significar o sucesso ou o fracasso no negócio digital.

“A próxima década vai além do uso da tecnologia para a automatização de negócios, até ao posicionamento da tecnologia como um gerador de receita, a construção de mercados e identificação do cliente”, disse Diane Morello, vice-presidente do Gartner. Segundo a mesma, quando as empresas têm estes objectivos em mente, o negócio digital torna-se real.

O impacto do negócio digital é inegável. Por isso, as empresas precisam gerar novos modelos para se transformarem digitalmente e mudarem a maneira como os profissionais trabalham.

“Poucas coisas entraram na consciência dos gestores corporativos tão rapidamente quanto o negócio digital”, constata Morello. num estudo recente da Gartner  – “Talent on the Digital Frontier” – , quase um em cada dois entrevistados disseram que a sua estratégia de negócios digitais é a sua estratégia de negócio ou pelo menos uma parte integrante desta última.

De acordo com Morello, a estratégia de negócios digitais cria valor e receita com base em activos digitais. Ela vai além da automação e transforma processos, modelos de negócios e experiência do cliente explorando conexões digitais entre sistemas, pessoas, lugares e coisas.

O negócio digital tornou-se rapidamente a língua franca dos negócios modernos. Para implantar a actividade de negócios digitais, a Gartner recomenda a identificação dos principais actores estratégicos e os proprietários da experiência em tecnologia, tanto dentro como fora da empresa.

É importante envolver a comunidade para iniciar uma prática de negócio digital que enriqueça a capacidade de compreensão da empresa. Os CIO que aprenderem a orquestrar os seus recursos humanos através de múltiplos canais de modelos de emprego e ecossistemas globais são os que terão mais hipóteses de adquirir rapidamente o conhecimento digital na empresa.

A procura pelos negócios digitais está crescendo, especialmente entre CEO e CIO que temem que suas companhias fiquem para trás nas novas oportunidades competitivas, afirma Morello. A preocupação justifica-se

O negócio digital deverá concentrar-se quase exclusivamente em novas fontes de receita de novos produtos, serviços, canais e informação para novos clientes. Além das expectativas para dois ou três anos, outras indicações sugerem que o negócio digital não é uma extensão do passado, mas um caminho diferente.

As metas para ganhos elevados não serão cumpridas se o CIO e gestores seniores ignorarem os desafios culturais e organizacionais que acompanham o negócio digital, alerta a analista do Gartner.

Oportunidade de ir além dos limites

O mundo dos negócios digitais envolve mais do que desafios para CIO e outros gestores. Também traz oportunidades para usar a tecnologia digital e ir além dos limites da organização, desenvolvendo experiência na resolução de problemas.

Cria um tecido de conhecimentos e experiências entre diferentes práticas e comunidades para entender e explorar novos modelos de trabalho. Notavelmente, a busca de experiência em negócios digitais é uma oportunidade importante para os CIO e directores de RH humanos.

Podem criar uma parceria forte para obter os seus objectivos.
Juntos, os CIO e gestores de RH podem recrutar pessoas altamente qualificadas e talentosas e incorporá-las nas suas equipas de trabalho, independentemente da sua localização ou de seus contratos de trabalho, aconselha, Morello.

“Baseando-se apenas em tácticas para encontrar, adquirir e desenvolver os conhecimentos, aptidões e competências de negócio digital, farão com que muitas empresas fiquem para trás , enquanto outras empresas avançam”.

O impacto sobre as pessoas e a estratégia da equipa a longo prazo será grande. A vontade de romper com as práticas antigas ou com defeito, é uma vantagem competitiva.

Morello aconselha os CIO a trabalharem com os gestores de RH para exploração da orquestração de programas de formação de RH e redesenho necessários para desenvolver conhecimento de negócio digital. O enfoque deve estar no recrutamento, desenvolvimento e implantação de equipas multidisciplinares e versáteis.

A organização deve promover o envolvimento dos funcionários para aumentar as taxas de retenção, criando a uma estratégia digital.

(Computerworld Espanha)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado