ESI e Glintt exploram BPM a nível mundial

Parceria de 10 anos evolui com solução Gx|Generix para “um mercado global que anseia por processos mais eficientes”.

A Espírito Santo Informática (ESI) e a Glintt assinaram uma parceria para “explorar oportunidades conjuntas na criação de soluções de BPM – Business Process Management. Após 10 anos de trabalho conjunto, esta parceria visa endereçar um mercado global que anseia por processos mais eficientes”, dizem as empresas em comunicado.

Enquanto o Banco Espírito Santo (BES) tem feito internamente “a potenciação de funcionalidades e da democratização do acesso a ferramentas e tecnologias de BPM dentro da organização”, a Glintt tem apoiado esse “processo transformacional, desde a sua génese, facto que reflecte um forte alinhamento de competências entre ambas as organizações”.

Actualmente, o BES tem “mais de 1000 processos configurados, mais de 1,7 milhões de instâncias anuais e mais de 550 mil acessos de utilizador diários, factos que sustentam o reconhecimento do BES, por analistas independentes, como sendo uma das mais inovadoras e complexas implementações de BPM em todo o mundo”.

“O primeiro produto resultante da parceria é o Gx|Generix – uma solução aceleradora de BPM sob a qual se sustenta uma nova abordagem ao processo tradicional de automação de processos”, dizem as empresas. O Gx|Generix é “uma solução dirigida tanto a organizações que estejam no início da sua jornada BPM e que visem promover a otimização dos seus processos através de uma rápida entrega de valor às áreas de negócio, como para organizações que, já com iniciativas de BPM em curso, procurem uma solução específica para processos menos complexos/ad-hoc, muitas vezes difíceis de identificar no seio das organizações”.

“O BES é internacionalmente reconhecido pelo seu sucesso na implementação de uma estratégia de BPM. Foi uma decisão fácil aceitar a parceria com a Glintt em oferecer a solução Generix a clientes fora do ecossistema BES”, reconhece Miguel Rio Tinto, administrador da ESI.

“Com oportunidades na Europa, EUA e América do Sul, a Glintt está profundamente empenhada em desenvolver esta parceria para que, em conjunto com o BES, se possa promover a agilidade e a excelência operacional em todo o tipo de organizações”, refere Manuel Mira Godinho, CEO da Glintt.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado