IFA 2013: ecrãs grandes a dominar smartphones, tablets e PCs

Evento de tecnologia começa esta semana em Berlim.

Um relógio inteligente da Samsung, um smartphone da Acer que pode gravar vídeos em 4K, e um smartphone da Sony com um sensor de imagens de 20 megapixéis, mais uma diversidade de tablets e de televisores, são esperados na edição deste ano da feira de tecnologia IFA, que acontece nos próximos dias em Berlim, na Alemanha.

Os fabricantes de electrónica marcam presença no evento, que será aberto ao público na sexta-feira e decorre até dia 1. Até lá, no entanto, a maioria dos novos produtos já terão sido anunciados em conferências de imprensa na quarta e quinta-feira.

Samsung deve anunciar relógio e novo Galaxy Note
É esperado que a Samsung anuncie um relógio inteligente e controlado por voz chamado Galaxy Gear que, segundo rumores, permitiria aos utilizadores manterem o registo das suas ligações, mensagens e redes sociais. O aparelho também deve ter medidores de calorias e pulsação, e apps que tirem proveito desses recursos, segundo informações veiculadas recentemente pela imprensa. O segmento dos chamados “smart watches” tem recebido cada vez mais atenção nos últimos meses, mas as expectativas devem ser moderadas pelo facto de esse ser um aparelho de primeira geração, e poucas fabricantes colocam tudo no produto inicial.

A empresa sul-coreana também deve apresentar um novo Galaxy Note. Quando lançou a sua primeira combinação de smartphone com caneta estilete na IFA 2011, o formato do produto recebeu algumas críticas. Mas a Samsung conseguiu criar uma nova categoria de produto, em que agora tem uma concorrência pesada de empresas como a Sony e a LG.

O ecrã do Note aumentou de 5,3 para 5,5 polegadas e é esperado que chegue a 5,7 polegadas na nova versão do aparelho, com uma resolução de 1920 por 1080 pixéis. O Note 3 terá uma câmara de 13MP e a Samsung também deve manter uma entrada para cartão MicroSD, além dos 32GB ou 64GB de armazenamento integrado. O aparelho terá um chip Snapdragon 800, da Qualcomm, ou um processador Exynos 5 Octa, da própria Samsung. A empresa demonstrou um novo modelo do último em Julho.

Qualquer smartphone de ecrã grande da Samsung terá de competir com o Xperia Z1, da Sony, que é esperado para esta IFA. Num esforço para se diferenciar dos rivais, a Sony vai pegar emprestada uma ideia da Nokia e focar-se na câmara do seu smartphone, que terá um sensor de 20 megapixéis. Segundo rumores, o aparelho também deve ter um ecrã full HD de 5 polegadas e um chip quad-core Snapdragon 800.

Tablets da LG e Archos
Algumas fabricantes não quiseram ser “afogados” pelos inúmeros anúncios na IFA e resolveram anunciar os seus produtos antes do evento.

A LG, por exemplo, apresentou o tablet G Pad 8.3, com um ecrã de 8,3 polegadas e uma resolução de 1920×1200 pixéis. O aparelho tem um processador quad-core Snapdragon a 1.7GHz e alguns recursos do smartphone recém-anunciado G2, incluindo a capacidade de os utilizadores ligarem o aparelho com um toque no ecrã. Com um recurso chamado QSlide, os utilizadores podem controlar “até três aplicações diferentes numa janela sem interrupção”.

O tablet será lançado na América do Norte, Europa e Ásia no próximo trimestre. Os preços serão anunciados no lançamento, segundo a LG.

A Archos também quer um pedaço maior do mercado de tablets e vai mostrar uma variedade de novos produtos em Berlim. Os tablets Android da sua linha Platinum serão feitos de alumínio e terão processadores quad-core e ecrãs com uma resolução até 2048×1536 pixéis. Os tablets da nova linha ChildPad terão uma interface para crianças, controlos parentais e uma versão filtrada da loja de aplicações Google Play.

PCs e TVs também se estreiam
O rápido crescimento do mercado de tablets deixou o sector dos PCs com alguns problemas. Os fabricantes procuram novas maneiras de atrair os consumidores a comprarem um PC e um tablet.

A Acer anunciou o DA241HL, um PC tudo-em-um com Android que tem um ecrã táctil full HD de 24 polegadas, e um processador quad-core Tegra 3, da Nvidia. Por meio de um cabo HDMI, o aparelho também pode tornar-se num ecrã para notebook ou desktop com Windows 8. O produto será lançado em Outubro nos EUA com um preço sugerido de 570 dólares.

A LG, por seu lado, espera que um ecrã 21:9 a possa ajudar. O interesse dos consumidores no formato aumentou desde que a LG lançou os seus primeiros monitores este ano. Na semana passada, a empresa anunciou o PC tudo-em-um V960, com um ecrã de 29 polegadas, com proporção 21:9 e funcionalidades que permitem aos utilizadores navegarem pela Internet enquanto vêem TV. A fabricante não informou a data de lançamento nem o preço para este produto.

O sector de televisores é outra parte da indústria electrónica que tem encontrado dificuldades nos últimos anos. A adição do 3D tem sido um fracasso na maior parte, por isso os fabricantes viraram os seus esforços para aparelhos com resolução 4K, que tem 3840×2160 pixéis.

Estas empresas enfrentam dois desafios principais – a falta de conteúdo e conseguir baixar o preço para um valor que a maioria dos consumidores possa pagar. Recentemente, Samsung e Sony baixaram o preço dos seus produtos 4K e a Sony deixou um modelo de 55 polegadas a rondar os 4 mil dólares.

Tal como no ano passado, todas os grandes fabricantes devem mostrar novos televisores 4K, apesar de ainda não se saber quando terão modelos mais baratos. Os rumores anteriores ao evento são quase todos sobre produtos 4K que estão fora do alcance do consumidor, incluindo um televisor de 98 polegadas da Samsung.

Uma maneira de “driblar” a falta de vídeos 4K é permitir que os utilizadores criem o seu próprio conteúdo, que é o que o Acer Liquid S2 faz. O aparelho será revelado na IFA e é o primeiro smartphone capaz de gravar vídeos 4K. O aparelho tem um ecrã full HD de 6 polegadas e um processador Snapdragon 800 quad-core a 2.2GHz. O produto estará disponível em Outubro, mas a empresa ainda não anunciou o preço. Rumores também apontam que o Sony Xperia Z1 será capaz de gravar vídeos 4K.
(TechHive/IDG Now!)


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado