Software da Oracle mais rápido com o novo SPARC M6

O mais recente processador SPARC tem 12 núcleos, o dobro do número de núcleos do seu antecessor M5.

As bases de dados e cargas de trabalho de alto desempenho da Oracle vão ser mais rápidas com o seu mais recente chip, o SPARC M6, que foi afinado especialmente para aplicações da empresa.

O mais recente processador SPARC tem 12 núcleos, duplicando o número de núcleos do seu antecessor, o M5, lançado no início deste ano. Cada núcleo do M6 será capaz de executar 8 “threads” em simultâneo, dando ao chip a capacidade de executar 96 acções de processamento simultaneamente, disse Ali Vahidsafa, engenheiro de hardware sénior da Oracle, numa apresentação sobre o M6 na conferência Hot Chips, em Stanford, na Califórnia (EUA).

O SPARC existe há mais de duas décadas, e o objetivo com o M6 é empurrar o processador para sistemas de alto desempenho e de processamento paralelo, disse Vahidsafa, acrescentando que o novo chip irá ajudar a expandir o portefólio de servidores high-end da Oracle.

“O que corre nestes servidores é a consolidação de cargas de trabalho virtuais e bases de dados de imagem única, em especial bancos de dados ‘in-memory’ e aplicações. Ambos podem beneficiar de mais processamentos e de maior consumo de memória”, disse Vahidsafa.

É também imperativo que os benefícios do novo chip sejam acessíveis a cargas de trabalho e softwares actuais, segundo ele.
(Agam Shah, IDG News Service)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado