Vodafone preocupada com conteúdos na fusão Zon/Optimus

Operadora respondeu à Autoridade da Concorrência sobre remédios para a fusão Zon/Optimus e alerta para contratos nos conteúdos premium desportivos e cinematográficos.

No último dia para os operadores comentarem os compromissos propostos na operação de concentração entre a Zon e a Optimus à Autoridade da Concorrência (AdC), a Vodafone Portugal diz, em comunicado, que “regista que alguns dos remédios apresentados visam salvaguardar a sã concorrência e o bom funcionamento do sector das telecomunicações, mas salienta que os compromissos não reflectem qualquer preocupação relativamente ao impacto que esta operação de concentração pode provocar noutros mercados, em particular na área dos conteúdos”.

Assim, e neste caso, a operadora “reitera a necessidade de serem fixadas obrigações de monitorização de todos os contratos relativos ao mercado de conteúdos, nomeadamente no que se refere a conteúdos premium desportivos e cinematográficos, por forma a assegurar, de imediato, condições de maior concorrência em todos os mercados relevantes de conteúdos”.

Dos compromissos já divulgados consta a saída da Optimus na parceria com a Vodafone da rede de fibra óptica. Em Maio, a Vodafone declarou querer duplicar a extensão desta rede até 2015.

A AdC tem, a partir de amanhã, 13 dias para se pronunciar sobre a fusão, ou para abrir um inquérito mais alargado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado