Grupo Salvador Caetano virtualiza postos de trabalho

O conjunto empresarial está a desenvolver um projecto de virtualização com a consultoria da Ozona. Conta ter, até ao final do corrente ano, 400 postos de trabalho virtualizados.

O grupo Salvador Caetano está a virtualizar as infra-estruturas de posto de trabalho, prevendo terminar uma primeira fase de implantação, com 400 ambientes. “A adopção de uma nova política de postos de trabalho no grupo Salvador Caetano teve como objectivo máximo aumentar a eficiência, produtividade e o negócio”, explica Joaquim de Matos, o director da divisão de sistemas de informação da Rigor, empresa de consultoria e gestão do grupo Salvador Caetano – responsável pela gestão dos sistemas de informação do conjunto.

Em termos mais concretos o projecto envolve tipificar o posto de trabalho, fazer uma melhor adequação às funções desempenhadas pelos colaboradores, e reduzir o custo total de propriedade – além do aumento da eficiência, da produtividade e da qualidade do serviço. A redução de custos energéticos foi também um dos motivos, especifica um comunicado.

Trata-se de um investimento de longo prazo, que foi projectado para ser implementado de forma faseada, e que deverá estar concluído em 2015. Até ao final deste ano, serão virtualizados 400 postos de trabalho, prevê o responsável da Rigor.

Citando um estudo  Pedro Guerreiro, director da Ozona Portugal, diz ser fundamental reflectir sobre novas políticas de postos de trabalho. Um estudo da Forrester – Forrsights Network and Telecommunications Survey –  estima que 50% dos trabalhadores trabalhem fora de casa, 43% trabalhem nos clientes, e 40% desempenhem tarefas enquanto viajam. Além disso, diz que 32% trabalham através de sites públicos.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado