Samsung dá os primeiros passos no 5G

Mas nem todos estão convencidos de que a tecnologia vá funcionar.

A Samsung Electronics planeia usar antenas avançadas para aumentar a largura de banda nas redes móveis pelo que diz serem “várias dezenas de Gbps por estação base”, mas essa melhor largura de banda não estará disponível comercialmente antes de 2020 .

A empresa disse que agora pode transmitir dados até 1.056 Gbps em distâncias até dois quilómetros utilizando a banda de espectro dos 28 GHz.

Faixas de espectro mais altas, que são chamadas de ondas milimétricas pelos seus curtos comprimentos de onda, têm os seus prós e contras. Permitem o acesso a muito espectro, o que significa velocidades mais elevadas, mas os sinais não são bem transmitidos a longas distâncias.

A Samsung acredita que pode superar esse problema com um novo dispositivo que usa uma antena de 64 elementos. A empresa não forneceu muitos detalhes sobre como funciona. Mas, em geral, este tipo de matrizes são utilizadas para controlar electronicamente a orientação de um sinal, de acordo com Jens Zander, professor e reitor do KTH Royal Institute of Technology.

No entanto, Zander não está convencido de que a Samsung possa superar as características de propagação do fraco sinal.

“Nessas frequências, os comprimentos de onda são tão curtos que todos os obstáculos se tornam enormes. Mesmo o próprio corpo humano provoca uma grande sombra. Isso tem sido demonstrado por uma série de estudos”, disse Zander.

A chave para a construção de redes mais rápidas, especialmente dentro de casa, está no desenvolvimento de melhores formas de colocar um maior número de estações-base pequenas mais perto dos utilizadores, de acordo com Zander.
(Mikael Ricknäs/IDG News Service)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado