Califórnia pode proibir armas impressas

Um senador da Califórnia tenciona propor legislação para proibir o uso da tecnologia de impressão em 3D e o fabrico de “armas não rastreáveis e de produção anónima”.

O senador Leland Yee anunciou as suas intenções de implantar legislação que proíba o uso de tecnologia de impressão 3D “para criar armas não rastreáveis e de produção anónima”. A iniciativa surge depois de a organização Defense Distributed ter demonstrado uma arma feita com a tecnologia, e manifestou a intenção de distribuir online os seus desenhos para a produção dos dispositivos.

Embora impressionado com a tecnologia de impressão 3D e suas possibilidades, Yee alertou para a necessidade de haver garantias de que a tecnologia não seja usada para finalidades erradas, com consequências potencialmente mortais. “Pretendo introduzir legislação que garanta a segurança pública e pare o fabrico de armas de fogo, invisíveis a detectores de metal e capazes de serem produzidas sem controlo”.

A Defense Distributed, no Texas, foi criada para produzir e publicar livremente informações relacionadas com a impressão 3D de armas de fogo, na promoção do interesse público, de acordo com informação no seu website.

“Este projecto pode mudar a maneira como pensamos sobre o controlo e utilização de armas. Como se comportarão os governos, se um dia tiverem de lidar com o pressuposto de que todo e qualquer cidadão tem acesso quase instantâneo a uma arma de fogo através da Internet? Vamos descobrir”, diz um texto da organização sobre o potencial impacto do projecto.

(John Ribeiro/IDG News Service)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado