Windows Blue no fim do ano, suporte a XP acaba em 2014

Uma década de suporte ao Windows XP e ao Office 2003 vai terminar a 8 de Abril de 2014.

A actualização pela Microsoft do seu sistema operativo Windows 8, com o nome de código Windows Blue, estará disponível ainda este ano, vai suportar uma variedade de formatos e de tamanhos de ecrã, e proporcionar mais opções tanto para as empresas como para os consumidores.

“A actualização do Windows Blue também é uma oportunidade para nós respondermos ao ‘feedback’ dos clientes que temos vindo a ouvir desde o lançamento do Windows 8 e do Windows RT”, disse Tami Reller, directora de marketing e directora financeira da unidade de negócio Windows na Microsoft, num blogue da empresa, esta terça-feira.

A Microsoft entregou o Windows RT para dispositivos baseados em ARM e o Windows 8 para dispositivos baseados em processadores Intel em Outubro do ano passado. A actualização para o Windows 8 surge na sequência de algum feedback negativo dos utilizadores sobre o sistema operativo, que também é apontado por não conseguir impulsionar as vendas de PCs.

Fim do suporte ao Windows XP em 2014
A 8 de Abril de 2014 termina uma década de suporte ao Windows XP e Office 2003, revelou a Microsoft em comunicado.

Nessa altura, quem não tiver efectuado a actualização de ambos os produtos fica exposto “a riscos de segurança, conformidade e a limitações tecnológicas que podem comprometer a produtividade e crescimento do negócio”, disse a empresa.

Esta nota que, em termos mundiais, “cerca de 30% das PMEs usam ainda o Windows XP e o Office 2003, aumentando esta percentagem para 40% em Portugal”. Nesse sentido, a Microsoft Portugal vai ter “uma campanha dirigida especificamente aos parceiros, que pretende auxiliar as PMEs no processo de transição, nomeadamente através da disponibilização de uma solução ‘on premise’ que permite às organizações modernizarem as suas infraestruturas tecnológicas e integrarem as soluções tecnológicas de futuro e de crescimento, como sendo a cloud”.
(com John Ribeiro/IDG News Service)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado