Prémio Computerworld e CIO Iberoamericanos: Secretaria Técnica da Presidência de El Salvador, da Quidgest

Projecto distinguido na categoria Inovação visou a “criação de uma cultura de análise de dados e de planeamento”, com mecanismos para disponibilizar informação-chave à gestão do país. Eis como a tecnológica o descreve, em mais detalhe:

Em Junho de 2009, a Secretaria Técnica da Presidência de El Salvador passou a desempenhar o papel de Coordenador do Gabinete de Gestão Económica e do Gabinete de Gestão Social. Neste contexto, a Secretaria Técnica da Presidência tornou-se responsável por monitorizar o cumprimento do Plano Quinquenal de Desenvolvimento do país e manter informado o Conselho de Ministros sobre obstáculos encontrados, propostas de modificação e medidas corretivas.

Depois de receber um financiamento de 461 milhões de dólares da agência americana Millenium Challenge Corporation (MCC), a Secretaria Técnica ficou também responsável por estabelecer um sistema de seguimento dos indicadores-chave de desenvolvimento.

Neste sentido, surgiu a necessidade de se adquirir um software capaz de permitir a gestão estratégica e a monitorização constante e detalhada do desempenho dos Planos Anuais Operacionais da Secretaria Técnica e dos indicadores da MCC, bem como o nível de cumprimento e resultados da gestão para uma rápida deteção dos desvios e uma imediata reação corretiva.

Depois de um estudo aprofundado de fornecedores de software, nacionais e internacionais, a Secretaria Técnica da Presidência optou por escolher a Quidgest através do seu parceiro local, a Nullam S.A, não só pelas características da ferramenta BSC Quidgest, que provou ser um sistema robusto e “user-friendly”, mas também devido à tecnologia de geração automática de código Genio, essencial para um contexto de mudança contínua, já que possibilita a realização de modificações ao código, num curto espaço de tempo.

Neste sentido, a Quidgest desenvolveu um software totalmente adaptado às necessidades específicas do Governo de El Salvador, que permite a monitorização do financiamento externo e execução de planos, programas, projetos, identificação e sistematização de indicadores de controlo do Plano Quinquenal e indicadores de desenvolvimento.

O sistema é composto por três grandes módulos:
– o módulo de Cooperação Externa, que gere as operações com os organismos internacionais de cooperação (Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento);

– o módulo MCC, que faz a monitorização dos indicadores estabelecidos pela Millenium Corporation Change para a execução dos fundos para o desenvolvimento;

– o módulo de Planos, Programas e Projetos, referentes às atividades operacionais da Secretaria Técnica.

O desenvolvimento do sistema foi acompanhado por um processo de consultoria em gestão estratégica que envolveu Rosa Rodriguez, responsável da Quidgest para os mercados Latino-Americanos, a Unidade de Informática da Secretária Técnica, a Unidade de Cooperação Externa da Secretaría Técnica e a Unidade Administrativa e Financeira.

De acordo com a Secretaria Técnica, a ferramenta de gestão estratégica desenvolvida pela Quidgest é essencial à atividade do Governo de El Salvador, na medida em que fornece informações úteis que facilitam a tomada de decisão e a coordenação ao mais alto nível, permite a automatização e o processamento da informação para análise e contribui para a melhoria dos processos de gestão.

O projeto possibilitou a criação de um espaço comum na web para a disponibilização de dados e de informação chave na gestão governamental, que antes se encontravam dispersos. Ao facilitar o acesso à informação, o projeto possibilitou também o alinhamento estratégico entre o Governo, os Ministérios e os Organismos Internacionais.

Benefícios
De modo a avaliar o sucesso da ferramenta adquirida, a Secretaria Técnica ressalva como principais vantagens da solução:
– sistematização da informação das operações de empréstimos e assistência técnica que o país negoceia com organismos internacionais como o Banco Mundial, o Banco Interamericano de Desenvolvimento, entre outros;

– controlo do progresso das negociações e visualização das alterações no status das operações;

– monitorização das missões técnicas das equipas de trabalho, acordos, compromisos e avanços e vinculação dessas operações aos projetos prioritários do país;

– digitalização e envio automático da correspondência vinculada diretamente às atividades que a Unidade de Cooperação dá seguimento na Secretaria Técnica;

– maior conhecimento da metodologia internacional aplicada aos indicadores MCC;

– melhoria da comunicação com as instituições do Governo responsáveis pela geração e análise da informação;

– maior conhecimento do fluxo de informação para os indicadores MCC e dos processos das instituições para a sua estimativa e análise;

– uniformização e comunicação dos sistemas de informação;

– uniformização de relatórios para análise da informação e do respetivo carregamento de dados.

Para Roberto Rodríguez Rojas, Coordenador da Unidade de Cooperação Externa da STP, “com o BSC e o acompanhamento da consultoria, foi possível obter um maior conhecimento do funcionamento do fluxo de informação para os indicadores MCC e dos processos das instituições para a sua estimativa e análise”. Sobre o processo de consultoria que acompanhou a implementação do sistema, salienta que “o trabalho da consultora [Rosa Rodríguez] foi fundamental na execução do projeto e, graças ao seu empenho e envolvimento na análise da realidade de El Salvador e nos temas que compõem o sistema de informação, foi possível avançar com o projeto na Secretaria Técnica e em 16 instituições do Governo. Por isso, estamos muito satisfeitos com o seu desempenho e a sua contribuição para a implementação da solução”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado