Sendys factura mais e aposta em mercados emergentes

Tecnológica facturou 3,5 milhões de euros em 2012, com 40% sustentados no negócio internacional.

A Sendys obteve um crescimento de 9,7% no volume de negócios em 2012, terminando o ano nos 3,5 milhões de euros, “sendo que 60% da faturação é referente ao mercado português e os restantes 40% a mercados internacionais, como Angola, Moçambique, Brasil e Cabo Verde (ordem decrescente de importância de faturação)”, revela a tecnológica nacional em comunicado.

Para este ano, as previsões de facturação são de chegar aos 3,8 milhões de euros, “correspondendo 2,2 milhões ao negócio em Portugal e os restantes 1,6 milhões de euros aos mercados externos”.

A estratégia da tecnológica visa a “expansão para os mercados de Angola, Brasil e Moçambique, países potenciais de internacionalização da marca e de exportação do software”, salientando que “as necessidades específicas de cada mercado, como a moeda ou a contabilidade, por exemplo, mostram como cada empesa deve adaptar-se às realidades locais e, neste contexto, a Sendys investiu já 11 mil horas nos ajustes do software”.

“A atual situação de contraciclo em que nos encontramos permite expandir o negócio e continuar os processos de recrutamento, criando novos postos de trabalho, bem como contribuir para o crescimento de outros países, como Moçambique, e alavancar a economia portuguesa”, refere Fernando Amaral, managing partner da Sendys. “Temos crescido a dois dígitos nos últimos anos, contudo, trabalhamos diariamente com a instabilidade económica que o mundo atravessa, facto que deve ser considerado”.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado