Prémio Turing para Goldwasser e Micali

O “prémio Nobel da computação” distingue dois especialistas em tecnologia de cifragem de dados

Shafi Goldwasser e Silvio Micali são os vencedores para 2012, do A.M. Turing Award, também conhecido como o “prémio Nobel da computação”. São dois professores do MIT e investigadores de segurança da informação, cujo trabalho abriu caminho à cifragem moderna.

Shafi Goldwasser, o professor de engenharia eléctrica e ciência da computação do MIT e professor do Instituto de Ciência Weizmann, em Israel, e Silvio Micali, professor de engenharia no MIT Ford, deverão receber a distinção da Association for Computing Machinery (ACM) a 15 de Junho, em San Francisco.

“Ao formalizar o conceito de que a segurança da cifragem tinha de ser computacional não absoluta, criaram estruturas matemáticas capazes de transformar a cifragem numa ciência, a partir de uma arte. O seu trabalho aborda importantes problemas práticos, tais como a protecção de dados para impedir que sejam vistos ou modificados, proporcionando um meio seguro de comunicação e de transacções pela Internet.

Os seus avanços levaram à noção de criação de provas interactivas e de probabilística e teve um profundo impacto na complexidade computacional, uma área concentrada na classificação de problemas computacionais de acordo com a sua dificuldade inerente”, declarou ACM.

O actual presidente da ACM, Vinton Cerf, disse num comunicado que as ideias de Goldwasser e Micali têm tido um impacto sobre tudo, desde os esquemas de cifragem em browsers actuais, à cifragem de cartões de crédito para o comércio electrónico. “Somos gratos a esses destinatários pelas suas abordagens inovadoras para garantir a segurança na era digital”, disse ele.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado