Nokia Siemens Networks encerra uma unidade de negócio e vende outra

A Nokia Siemens vai vender a sua unidade de Business Support Systems à Redknee, a segunda unidade de negócios que vendeu esta semana.

A Nokia Siemens Networks (NSN) está a vender a sua segunda unidade de negócios em menos de uma semana, e anunciou o encerramento de uma outra, enquanto se concentra nas suas actividades mais rentáveis de redes móveis de banda larga.

A Redknee, uma empresa do Canadá, vai pagar até 40 milhões de euros pela unidade de Business Support Systems (BSS) da NSN, e assumir cerca de 1.200 funcionários da Nokia Siemens, anunciaram as empresas esta quarta-feira. A Redknee pagará 15 milhões de euros em dinheiro, além de um máximo de mais 25 milhões nos próximos 12 a 36 meses.

A NSN também anunciou no mesmo dia o encerramento da sua filial alemã de serviços, resultando na perda de 1.000 postos de trabalho.

O software de BSS inclui actividades como facturação em tempo real, uma das áreas onde a Redknee está focada.

A decisão da Nokia Siemens de vender a sua unidade BSS contrasta com o que estão a fazer os fornecedores concorrentes no sector das telecomunicações móveis.

A Redknee disse que a aquisição da unidade BSS é “um marco significativo”, permitindo-lhe adicionar relacionamentos com grandes operadores, e aumentar a sua presença global para abranger mais de 90 países na Europa, Ásia-Pacífico, Oriente Médio e África.

Cerca de 1.200 funcionários devem ser transferidos para a Redknee. Eles estão localizados principalmente em Berlim, na Alemanha, Bangalore (Índia) e Wroclaw, na Polónia, de acordo com a Nokia Siemens.

A aquisição deve estar terminada no primeiro semestre do próximo ano.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado