Nokia Siemens Networks vende negócio de redes ópticas, com impacto em Portugal

O fornecedor continua a libertar-se de algumas unidades de negócio para se concentrar nas redes móveis. Trabalhadores em Portugal, Alemanha e China serão afectados.

A Nokia Siemens Networks está a vender a sua unidade de negócios de redes ópticas à firma norte-americana de investimento privado Marlin Equity Partners, o mais recente negócio numa série de vendas à medida que o fornecedor se quer concentrar nas redes de banda larga móvel.

As duas empresas não anunciaram quaisquer detalhes financeiros do acordo, mas o negócio resultará na unidade de negócios de redes ópticas a tornar-se numa empresa independente, de acordo com um comunicado publicado esta segunda-feira.

Em resultado da operação, até 1.900 funcionários da unidade operacional e funções relacionadas devem transferir-se para a nova empresa. Eles estão baseados principalmente em Portugal [sob responsabilidade de João Picoito, na foto], na Alemanha e na China, diz o comunicado.

A transacção proposta é mais um passo na transformação da Nokia Siemens Networks numa especialista da banda larga móvel.

No início deste ano, a empresa fechou a venda dos seus activos para IPTV à Belgacom e Accenture, o seu negócio de microondas à DragonWave, e a unidade de negócios de acesso de banda larga, serviços profissionais associados e soluções de gestão de redes à Adtran.

A nova empresa ficará sedeada em Munique, na Alemanha. A transação deverá estar concluída no primeiro trimestre de 2013.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado