Windows XP tem menos de 500 dias

Prazo para reforma do sistema operativo com maior duração da Microsoft é “bomba-relógio”, diz empresa de migração.

O Windows XP tem menos de 500 dias de vida, segundo a Microsoft e a contagem regressiva em relógios de terceiros.

O sistema operativo com 11 anos de idade vai deixar de ter suporte a 8 de Abril de 2014, quando a Microsoft der aos utilizadores as suas actualizações finais de segurança.

No sábado, os relógios para a reforma oferecidos pela Microsoft e por outras entidades mudou de 500 para 499 dias, um total inferior a 17 meses.

A Microsoft fornece um “gadget” de contagem regressiva para a morte do Windows XP. Ironicamente, o “gadget” funciona apenas no Windows 7, o sistema operativo de 2009 que a maioria dos clientes adoptou após terem deixado o XP.

Camwood, uma empresa britânica especializada em ajudar as empresas a migrar as suas máquinas para novos sistemas operativos e software, disponibilizou um relógio semelhante no seu site. Como o dispositivo da Microsoft, a Camwood também mostrou os 499 dias restantes no sábado.

Quando a Microsoft “desligar” o apoio ao XP, isso significa que a empresa manteve o sistema operativo durante 12 anos e cinco meses, ou cerca de dois anos e meio mais do que a sua prática habitual. Isto também é um recorde, já que o Windows NT recebeu 11 anos e 5 meses de suporte.

A longa vida do XP deveu-se em grande parte ao desastre que foi o Windows Vista, um atrasado sistema operativo frequentemente rejeitado por muitos utilizadores do Windows XP por ser problemático, lento ou com falta de suporte para “drivers”. Em vez disso, os clientes esperaram pela iteração seguinte, o Windows 7, que tem sido um sucesso – tanto quanto o Vista foi um fracasso.

De acordo com as métricas da Net Applications, o Windows XP está em 40,7% dos desktops e notebooks pessoais em todo o mundo que se ligaram online no mês passado. O Windows 7, que ultrapassou o seu antepassado apenas em Agosto deste ano, detinha uma quota de utilização de 44,7% em Outubro.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado