Marrocos é melhor destino para offshoring na EMEA

Algumas empresas ali instaladas são a Dell, Logica, Ubisoft, Capgemini, Atento ou Konecta.

A Associação Europeia de Outsourcing (EOA) escolheu Marrocos como o melhor destino para offshoring na Europa, Médio Oriente e África (EMEA) em 2012.
Este prémio junta-se a outros reconhecimentos que o país já antes recebeu: em 2008, o ranking da Gartner colocou Marrocos no top 30 das localizacões de Serviços Offshore e considerou-o o melhor destino Nearshore para França e Espanha. E, segundo uma classificação da McKinsey, Casanearshore, além de ser o maior parque empresarial do Norte de África, posiciona-se nos cinco primeiros destinos offshore entre 37 cidades. Em termos de centros de contacto com o cliente, trata-se do país que mais postos de trabalho gera em todo o continente africano.

Aposta pelo outsourcing
Este progresso integra-se na estratégia implementada através do Pacto Nacional para o Desenvolvimento Industrial, cujos objectivos para 2015 é o de alcançar um volume de negócios sectorial de 20 mil milhões de dírhams (cerca de 1.800 milhões de euros), o que se traduziria na criação de 70 mil postos de trabalho e num incremento de 13mil milhões de dírhams do PIB entre 2009 e 2015. O mencionado plano procura impulsionar a indústria do país através de seis sectores-chave que oferecem grandes vantagens para o investimento de empresas estrangeiras. Trata-se de sectores que se têm desenvolvido fortemente nos últimos anos e que abarcam actividades relacionadas com Information Technology Outsourcing (ITO), Business Process Outsourcing (BPO) e Call Centers.
(Computerworld.es)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado