Windows RT terá versão de 64 bits

ARM e Microsoft vão desenvolver em conjunto mas não há data programada para o lançamento desta versão do sistema operativo.

Um funcionário da ARM afirmou que a empresa fez uma parceria com a Microsoft para ajustar o novo sistema operativo do Windows para funcionar em processadores baseados na arquitectura ARM de 64 bits.

O gestor de programação da ARM, Ian Foryth, não deu uma data específica para o lançamento da versão de 64 bits do Windows para ARM, mas disse que a empresa está continuamente a trabalhar em conjunto com parceiros de software.

A ARM e a Microsoft não forneceram detalhes adicionais sobre o assunto.

Na semana passada, a Microsoft lançou o Windows RT, um sistema operativo de 32 bits que funciona em processadores ARM. Além disso, a gigante também lançou o Windows 8, de 64 bits, para processadores x86. A ARM anunciou nessa semana os seus primeiros processadores de 64 bits – Cortex-A57 e Cortex-A53 – baseados na arquitectura do ARM Armv8.

A fabricante disse esperar que servidores e dispositivos móveis baseados nesses processadores cheguem ao mercado em 2014.

O Windows RT funciona em tablets com processadores de 32 bits da Nvidia e Qualcomm. O Surface e o Vivo Tab, da Asus, possuem um processador quad-core Tegra 3 da Nvidia, enquanto que o XPS 10, da Dell, e o P8510 Ativ Tab, da Samsung, possuem um processador dual-core Snapdragon S4 da Qualcomm.

O Windows RT de 32 bits possui um tecto de memória limitado, enquanto que o de 64 bits tem uma capacidade de memória expandida em tablets e PCs. A versão 64 bits do Windows da ARM ficará a par com o Windows 8.

A Nvidia está a desenvolver um processador baseado em arquitectura de 64 bits da ARM, com o nome de código de Project Denver. A empresa recusou comentar sobre o desenvolvimento do software de 64 bits para Windows.

Uma porta-voz da Qualcomm disse que a empresa não pode comentar quaisquer planos para produtos específicos. No entanto, a Qualcomm é parceira da ARM e ajuda a explorar e avaliar tecnologias emergentes, incluindo suporte a software de 64 bits, disse a porta-voz por e-mail.

O interesse da Microsoft não é nenhuma surpresa, dado que a migração para os 64 bits parece ser uma progressão natural para a ARM e para fornecedores de suporte, assim como aconteceu com o x86, disse o analista da Punt-IT, Charles King.

Mas o software necessita de ser escrito para suportar o conjunto de instruções de 64 bits da ARM, e portar muitas aplicações x86 é um desafio, disse King. Aplicações existentes que funcionam em versões anteriores do Windows não o fazem no RT.
(IDG News Service/IDG Now!)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado