Consumidores migram para a cloud

Armazenamento na nuvem aumentou fortemente no primeiro semestre de 2012 e vai continuar até 2017.

A cloud para os consumidores teve um forte desempenho no primeiro semestre de 2012, de acordo com uma análise da IHS iSuppli. O número de assinaturas pessoais para os serviços de armazenamento online no final de Junho estava já em 75% do total projectado para todo o ano.
O número de consumidores globais com serviços na nuvem foi de mais de 375 milhões – ou cerca de três quartos do total estimado de 500 milhões até ao final do ano, diz a analista.
Em 2011, apesar dos números não serem muito fiáveis, as “melhores estimativas colocavam os assinantes globais nos cerca de 150 milhões”.
“A nuvem muda o jogo numa era da quase omnipresente banda larga móvel, que oferece benefícios tanto para os consumidores como fornecedores de serviços de cloud”, considera Jagdish Rebello, director para o consumidor e comunicações da IHS. Para os consumidores, os serviços cloud permitem gerir e armazenar conteúdos, enquanto “as empresas de tecnologia estão a olhar para a nuvem como uma forma de gerar receitas”.
As assinaturas para serviços cloud gratuitos ou pagos vai continuar a aumentar nos próximos anos, subindo para as 625 milhões estimadas para o próximo ano, duplicando depois a cada ano até chegar aos 1,3 mil milhões em 2017.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado