Algoritmo misterioso responsável por 10% da largura de banda no Nasdaq

Na última semana, foi também responsável por 4% de toda a actividade de “trading”.

Um único algoritmo misterioso que colocou e cancelou encomendas na bolsa Nasdaq foi responsável por 4% de todo o tráfego de “trading” no mercado de acções dos EUA na semana passada, de acordo com a empresa de dados do mercado Nanex.
O algoritmo foi também responsável por uns gigantescos 10% da largura de banda permitida para as transacções em qualquer dia, mas o motivo para a sua presença ainda é incerto.
O programa fez encomendas a cada 25 milissegundos, que incluiu cerca de 500 acções, mas nunca executou uma única transacção comercial. A actividade do algoritmo terminou às 10h30 na sexta-feira.
“Isto mostra como apenas uma pessoa pode ter um impacto tão descomunal no mercado”, disse Eric Hunsade, responsável da Nanex, à CNBC. E acrescentou: “As trocas não o estavam a monitorizar”.
Embora o motivo exacto do algoritmo seja ainda pouco claro, tem-se sugerido que um “trader” pode estar a testar para ver como pode utilizar a largura de banda adicional para criar uma vantagem em termos de latência.
Usando largura de banda adicional, o programa pode potencialmente abrandar outros ao tentarem executar operações, permitindo-lhe comprar e vender baseado em informações que os seus concorrentes não recebem senão fracções de segundo depois.
As transacções de elevada frequência e eletrónicas estão a provar ser um grande problema para os reguladores que querem controlar melhor esta prática, que responde por 70% das transacções diárias, mas sem restringir os lucros na City [em Londres] e em Wall Street [Nova Iorque].
Hunsader disse à CNBC que os reguladores deveriam fazer algo rapidamente para controlar melhor estas situações, dado que este tipo de algoritmo poderia ter tido um impacto negativo sobre os mercados se tivesse sido noticiado durante a semana passada.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado