Wi-Fi Alliance certifica “streaming” multimedia

Dispositivos de vários fornecedores podem partilhar vídeos, imagens e outros conteúdos sem ponto de acesso ou configuração complexa com o Miracast.

A Wi-Fi Alliance anunciou um programa de certificação para a sua especificação de transmissão de vídeo Miracast, oferecendo um selo de aprovação que deve garantir que diferentes telefones, tablets, laptops, televisores e outros equipamentos possam partilhar stream de vídeo, fotos ou outro conteúdo de um dispositivo para outro, sem necessidade de cabos.
O Miracast – nova norma de tecnologia “wireless” para equipamentos – destina-se a desafios técnicos como assistir a vídeos da Web num televisor, enviar conteúdo de uma “set-top box” para um tablet ou ligar um computador portátil a um projector.
Embora os fabricantes possam criar diferentes interfaces para essas funções, qualquer dispositivo com Miracast será capaz de partilhar vídeos com outro produto Miracast, sem passar pelas complexas etapas de configuração, de acordo com o gestor sénior de marketing da Wi-Fi Alliance, Kevin Robinson.
Os utilizadores não precisam de um ponto de acesso para fazer as transferências de conteúdos porque o sistema é baseado no padrão Wi-Fi Direct de ligação – norma da Alliance para comunicação “peer-to-peer” que permite que dispositivos se liguem com outros sem necessidade de ter um ponto de acesso.
É o primeiro do que pode ser um número de implementações específicas de uso do Wi-Fi Direct, que alguns membros da Alliance estão a explorar como parte dos esforços para tornar o recurso mais fácil de usar.
“Quando querem partilhar um vídeo, os utilizadores simplesmente clicam num botão apontado para o televisor em que querem mostrar o conteúdo, seleccionam o aparelho e, nesse momento, os dispositivos preparam a ligação Wi-Fi Direct e estabelecem as configurações adequadas de vídeo”, disse Robinson. “O utilizador apenas verá o vídeo exibido no ecrã”.
Existem outras tecnologias para a transmissão sem fios entre dispositivos mas o Miracast terá a vantagem da facilidade de uso e amplo suporte por diferentes fornecedores, segundo Robinson. A Intel, que desenvolveu a sua própria tecnologia de streaming, também apoiará a Miracast. A Nvidia anunciou igualmente que o seu Tegra 3 terá suporte para a nova norma.
Além disso, o Miracast possui protecção contra cópias de conteúdo premium (por meio da versão 2 do padrão HDCP – ou High-Bandwidth Digital Copy Protection, em inglês). A HDCP2 é uma versão sem fios da norma HDCP usada com HDMI. Como resultado, o conteúdo que é projectado para ser protegido no HDMI também será autorizado a passar pelo Miracast. Ligações feitas com o sistema também serão automaticamente seguras por conta da tecnologia normalizada WPA2, disse Robinson.
O Miracast pode trabalhar com todas as formas de acesso Wi-Fi até 802.11n, a actual tecnologia “mainstream”. No futuro, ela deve ser capaz de incluir produtos com a norma mais rápida 802.11ac, segundo Robinson.
(IDG News Service/IDG Now!)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado