Espiões ingleses aconselham cibersegurança a empresas

Líderes de negócios serão chamados para conhecerem os novos alertas.

As principais organizações do Reino Unido vão obter aconselhamento sobre ciberataques dos espiões do GCHQ (uma das três agências de “intelligence” do Reino Unido), no âmbito do novo programa “Cyber Security for Business” lançado esta semana.
Líderes de negócios vão participar numa conferência do Foreign Office e serão lembrados da ameaça gritante que o país enfrenta nas suas mais importantes infra-estruturas, empresas e organizações governamentais em termos inequívocos.
Os detalhes do programa são escassos, mas a iniciativa parece pavimentar o caminho para o Governo assumir um papel mais pró-activo no alerta de ameaças de uma maneira que aproveita o substancial conhecimento em “inteligência” do GCHQ.
Nos últimos dois anos, o Governo britânico avançou com vários avisos para as organizações, começando com um famoso relatório de Fevereiro de 2011 onde afirmou que o custo anual do cibercrime para a economia britânica atingia os 34 mil milhões de euros.
A implicação da mais recente iniciativa é que nem todas as empresas estão suficientemente atentas a estes avisos.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado