Governo repõe “normalidade” nas causas a apresentar a Primeiro-Ministro

“Surto invulgar de votos” destacou alguns movimentos. Registos falsos permitiram adulterar votos em oito iniciativas.

O governo anunciou hoje ter reposto “a normalidade” na “corrida para apresentar uma causa ao Primeiro-Ministro”.
No âmbito da iniciativa “O Meu Movimento“, o jornal Público afirmava ontem oue “batota” levou “à eliminação de quase 11 mil votos no Portal do Governo”. Marta Sousa, coordenadora do portal, confirmou ao jornal “que os resultados das votações na iniciativa O Meu Movimento, alojada naquele sítio da Internet, foram adulterados”. O caso foi investigado pelo Centro de Gestão da Rede Informática do Governo (CEGER), após uma queixa da Associação de Professores de Educação Visual e Tecnológica (APEVT) que denunciou o problema na sua conta do Facebook.
Hoje, o portal do governo explica que a segunda edição desta iniciativa, lançada no início do mês, “foi nos últimos dias alvo de atenção da equipa técnica do Portal após um surto invulgar de votos ter feito disparar alguns movimentos na lista dos mais votados”.
A equipa detectou que “cerca de 3.000 registos falsos foram criados com o intuito de votar na iniciativa um total de 10.676 vezes” em oito movimentos mas não detectou “quaisquer indícios de ataque informático ou de utilização de software malicioso que permita automatizar o processo de voto, tratando-se apenas de uma quebra das regras de boa fé que regem o processo”.
Ainda segundo o comunicado, tratou-se de algum “empenho”, “aparentemente em excesso”, que “parece ter motivado um utilizador a tentar contornar o sistema que obriga apenas ao registo de um email ou página de Facebook por voto”.
O comunicado descarta ainda responsabilidades aos movimentos mais beneficiados pela votação anormal e, “tendo sido claramente identificados quais os votos irregulares, a equipa procederá à eliminação desses votos, repondo assim de imediato a justiça na votação”, que decorre até ao fim de Outubro.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado