Samsung copiou iPhone e iPad da Apple (actualizado)

Uma curta deliberação do júri suporta as reclamações da Apple de que vários dispositivos da Samsung violaram algumas das suas patentes de design.

Depois de um julgamento de elevada complexidade que durou quase um mês, um júri de São Francisco decidiu esta sexta-feira – depois de apenas dois dias de deliberação – que a Samsung infringiu deliberadamente patentes de design da Apple. Na sua queixa, a Apple pedia mais de dois mil milhões de dólares em indemnizações à Samsung, um valor que a juíza federal Lucy Koh terá agora de determinar. [O valor terá sido estabelecido em 1,05 mil milhões de dólares.]
Os dispositivos específicos que o júri disse infringirem patentes de design do iPhone ou do iPad da Apple incluem o tablet Galaxy Tab 10.1, o tablet original de 7 polegadas Galaxy Tab e os smartphones Galaxy S II e Nexus S. Outros equipamentos não foram considerados de infringir essas patentes, incluindo os smartphones Epic 4G, Captivate e Fascinate.
A Samsung pode recorrer da sentença [e ambas as empresas emitiram comunicados sobre a decisão judicial, após esta batalha “termonuclear” contra o Android iniciada por Steve Jobs].
A Apple e a Samsung têm estado envolvidas numa série de batalhas sobre patentes nos EUA, Alemanha, Coreia do Sul, Austrália, Reino Unido e Holanda não apenas sobre patentes de design mas também de tecnologia que a Apple afirma lhe ter sido injustamente negada pela Samsung mas que esta afirma também não ter injustamente conseguido da Apple.
As batalhas Apple-Samsung foram a maior parte de uma guerra de patentes na indústria entre plataformas móveis, dispositivo de hardware e fornecedores de tecnologia móvel. A elevada dependência da Apple dos componentes da Samsung para o iPhone e o iPad acrescentou a estas disputas judiciais algum drama tecnológico.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado